Rubem Novaes presidente do BB pede demissão

Banco emitiu comunicado oficial sobre a renúncia

0
166
Rubem Novaes presidente do BB pede demissão

Rubem Novaes presidente do BB pede demissão.

O presidente do Banco do Brasil (BB), Rubem Novaes, entregou nesta sexta-feira (24) um pedido de renúncia do cargo ao presidente Jair Bolsonaro assim como ao ministro da Economia, Paulo Guedes.

A informação foi dada pelo próprio banco, em comunicado de fato relevante distribuído à imprensa e portanto, ao mercado financeiro.

Ele ocupava o posto desde o início do governo, em janeiro de 2019.

Segundo o BB, a demissão vale a partir de agosto, em data ainda a ser definida.

Rubem Novaes presidente do BB pede demissão

O comunicado informa que Novaes, de 74 anos, deixa o cargo por entender que a “companhia precisa de renovação.

Justamente, para enfrentar os momentos futuros de muitas inovações no sistema bancário”.

O Banco do Brasil é uma sociedade de economia mista, com participação majoritária da União, sendo a maior instituição financeira do país,portanto  com mais de R$ 1,57 trilhão em ativos.

Juntamente com a Caixa Econômica Federal, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Banco da Amazônia e o Banco do Nordeste, o Banco do Brasil é um dos cinco bancos públicos controlados pelo governo brasileiro.

Rubem Novaes presidente do BB pede demissão

Sobre o BB:

Banco do Brasil S.A. (BB) é uma instituição financeira brasileira, constituída na forma de sociedade de economia mista.

Com naturalmente, participação do Governo Federal do Brasil em 50% das ações (em fevereiro de 2020).

Juntamente com a Caixa Econômica Federal, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o Banco da Amazônia assim como o  Banco do Nordeste, o Banco do Brasil é um dos cinco bancos estatais do governo brasileiro.

Sua missão, segundo sua filosofia corporativa, é “Ser um banco de mercado, competitivo e rentável, atuando com espírito público em cada uma de suas ações junto à sociedade”. O primeiro Banco do Brasil, fundado em 1808, também foi o primeiro banco da história de Portugal e do Império Português.

Ele faliu depois que a Família Real confiscou os fundos e voltou para Portugal, foi liquidado em 1829.

O Segundo Banco do Brasil (atualmente) foi fundado pelo Barão de Mauá, em 1851.

Fonte: Pedro Rafael Vilela /Agência Brasil – BrasíliaEdição: Fábio Massalli

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag Brasil

Leia também: Redes sociais bloqueiam perfis após decisão de Ministro Moraes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui