Amigo do estudante picado por Naja é solto

Gabriel estava preso temporariamente desde o dia 22

0
Amigo do estudante picado por naja é solto

Amigo do estudante picado por Naja é solto.

A Justiça do Distrito Federal concedeu hoje (31) liberdade ao estudante de veterinária Gabriel Ribeiro.

O rapaz, é amigo de Pedro Henrique Kambreck Lehmkul, jovem que ficou em coma após deesa forma,  ser picado por uma cobra naja.

A prisão foi revogada inicialmente, a pedido da defesa.

Ribeiro foi preso portanto,  no dia 22 de julho, na terceira fase da Operação Snake, da Polícia Civil, que investiga o suposto crime de tráfico de animais exóticos.

Na quarta-feira (29), Pedro Henrique Krambeck, que também é estudante de medicina veterinária, foi preso temporariamente por cinco dias.

O estudante foi picado pela naja na terça-feira (7) e foi internado logo após o episódio em um hospital privado na região administrativa do Gama, a 30 quilômetros do centro de Brasília.

O quadro do rapaz evoluiu para estado grave e ele chegou a ser colocado em coma induzido, mas recebeu alta logo depois.

Amigo do estudante picado por naja é solto

A cobra foi encontrada em uma caixa na região central de Brasília pelo Batalhão da Polícia Militar Ambiental (BPMA).

O animal, que estava em boas condições, foi encaminhado para o Ibama, que o repassou para o Zoológico de Brasília.

Amigo do estudante picado por naja é solto

Sobre a cobra Naja:

 A priori é um género de serpentes peçonhentas da família Elapidae (cobras).

Seu habitat estende-se a toda a África, Sudoeste da Ásia, Sul da Ásia e Sudeste Asiático.

Apesar de vários outros gêneros compartilharem o nome comum, o gênero Naja é o grupo mais reconhecido e mais difundido de cobras comumente conhecidos.

O género Naja consiste dessa forma, de 20 a 22 espécies, mas sofreu várias revisões taxonômicas nos últimos anos, portanto, as fontes variam muito. 

Também são conhecidas pelos nomes populares de cobra-capelo, cobra-de-capelo (também escrito cobra de capelo ou cobra capelo).

São animais peçonhentos, agressivos e bastante perigosos portanto.

 

Fonte: André Richter – Repórter da Agência Brasil – Brasília Edição: Nádia Franco

Foto: Ivan Mattos/Zoológico de Brasília

Leia também: Suspenção das ações de cobrança pela RF até dia 31 de agosto

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here