Programação completa de MAIO na Casa Natura

0
458

Casa Natura Musical celebra dois anos, mesclando shows de artistas renomados e nova cena musical brasileira

Alceu Valença, Johnny Hooker e Mariene de Castro são os destaques da programação de maio, mês de aniversário do espaço.

Em maio, mês em que completa dois anos, a Casa Natura Musical recebe uma série de shows com artistas renomados, como Alceu Valença e Johnny Hooker, e nomes que despontaram na atual cena musical brasileira, como a banda Plutão Já Foi Planeta e a cantora Mahmundi. A ideia para o mês de aniversário é trazer para o palco tanto atrações que marcaram a recente trajetória da Casa quanto que estejam em diálogo com as suas propostas, oferecendo ao público uma programação pulsante, inclusiva e repleta de diversidade sonora.

No dia 3 de maio, o Projeto Frequências recebe Ana Cañas, que apresenta o show inédito Voz e Violões com participação especial de Chico Chico; e Filipe Catto com apresentação da turnê O Nascimento de Vênus. O Projeto Frequências é uma iniciativa idealizada pela Casa com o objetivo de levar aos palcos dois shows em sequência de artistas representativos da nova música brasileira.

Nos dias 4 e 5 de maio, Alceu Valença canta os maiores sucessos do seu repertório e baiões de Luiz Gonzaga. O cantor pernambucano Johnny Hooker apresenta show da turnê Coração nos dias 11 e 12 maio. O Projeto Frequências retorna dia 17 de maio, com shows da banda Plutão Já Foi Planeta e Hotelo.

O Festival Líricas Paulistanas, que homenageia o movimento da Vanguarda Paulista, levará à Casa Natura Musical shows, bate-papos e documentários referentes a esse período. Entre as participações, estão a cantora Anelis Assumpção e Juçara Marçal e o grupo Rumo. No dia 24 de maio, Maíra Freitas e Mestrinho apresentam o show N’Gan Daya, composto por reggaes de Gilberto Gil. No dia 25 de maio, João Bosco e Hamilton de Holanda tocam juntos no show Eu Vou Pro Samba. Dia 30 de maio, a carioca Mahmundi prossegue turnê do disco Para Dias Ruins. O mês fecha com Mariene de Castro no show Roda a Baiana dia 31 de maio.

Abaixo a programação completa com mais informações:

Projeto Frequências – Ana Cañas (part. Chico Chico) e Filipe Catto

Dia 3 de maio – sexta-feira, às 22h. Abertura da casa: 20h30

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Pista Lote 2 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 3 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia). Pista Lote 4 – R$ 90 (inteira) e R$ 45 (meia). Bistrô Mezanino – R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia). Camarote – R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia).

Classificação: 16 anos.

Duração: 150 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

Idealizado pela Casa Natura Musical, o Projeto Frequências promove encontros entre artistas de diferentes cenas com o objetivo de mostrar ao público o que há de mais fresco na música brasileira. Nesta edição, o encontro será entre Ana Canãs (participação especial de Chico Chico) e Filipe Catto.

Pela primeira vez na casa, Ana Cañas apresenta o show inédito Voz e Violões, com participação especial de Chico Chico, cantor e compositor carioca com quem a cantora gravou a canção Tua Boca, do disco Todxs, lançado no final de 2018. No repertório, canções conhecidas do grande público, como Respeita, Urubu Rei, Tô na Vida, além de faixas como Lambe-Lambe, Eu Amo Você e Declaro My Love, presentes em Todxs. Acompanhados por Thiago Barromeo e Estevan Sinkovitz nos violões, Ana Cañas e Chico Chico também apresentam versões para músicas de Jards Macalé, Luiz Melodia e Carlos Posada.

Já o cantor Filipe Catto apresenta o show O Nascimento de Vênus, baseado no disco CATTO (Biscoito Fino) e que faz alusão à canção Lua Deserta, presente no disco. A banda, formada por Felipe Puperi (guitarra, teclados e programações) e DJ Jojo Lonestar (guitarra e programações), se dinamiza na colagem de texturas sonoras, timbres eletrônicos e uma viagem pop/cigana com influências de indie rock e música brasileira. O repertório é baseado no álbum e reúne canções como Eu Não Quero Mais, Lua Deserta, Canção de Engate, Arco de Luz e sucessos de trabalhos anteriores, como Adoração, Depois de Amanhã e Do Fundo do Coração.


Alceu Valença

Dias 4 e 5 de maio – Sábado, 22h (abertura da casa às 20h30) e domingo, 18h (abertura da casa às 18h)

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Pista Lote 2 – R$ 130 (inteira) e R$ 65 (meia). Pista Lote 3 – R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia). Bistrô Mezanino – R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia). Camarote – R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia).

Classificação: 16 anos.

Duração: 150 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

Alceu Valença desfila uma seleção para constar em qualquer antologia da canção brasileira: Anunciação, Tropicana, Como Dois Animais, Pelas Ruas Que Andei, Solidão, Estação da Luz, Cabelo no Pente, Coração Bobo, Belle de Jour, Girassol e Embolada do Tempo, entre outras. O show também inclui músicas de Luiz Gonzaga que exercem influência decisiva na obra de Alceu, como Sabiá, Xote das Meninas e Pau-de-Arara. Desde o primeiro encontro com Gonzaga, Alceu segue na trilha traçada pelo rei do baião.


Johnny Hooker

Dias 10 e 11 de maio – Sexta e sábado, 23h. Abertura da casa: 21h30

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 2 – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Pista Lote 3 – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Pista Lote 4 – R$ 130 (inteira) e R$ 65 (meia). Pista Lote 5 – R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia). Bistrô Mezanino – R$ 180 (inteira) e R$ 90 (meia). Camarote – R$ 180 (inteira) e R$ 90 (meia).

Classificação: Livre.

Duração: 120 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

Johnny Hooker apresenta show da turnê Coração. O disco teve patrocínio da Natura Musical no edital de 2016 e conta com participações de artistas como Liniker e Gaby Amarantos. O show traz 11 canções do CD e outros sucessos do cantor. A banda que acompanha Hooker no palco é composta por Artur Dantas (teclados e violões), Felipe Rodrigues (guitarras), Thiago Duarte (percussão), Joana Cid (baixo), Eduardo Guerra (bateria), Neris Rodrigues (trombone) e Alan Ameson (trompete). Os figurinos são assinados por Alma Negrot e Guilherme Rodrigues. A direção do espetáculo fica, mais uma vez, por conta do próprio Hooker. No repertório, músicas como Corpo Fechado, Flutua e Caetano Veloso.


Projeto Frequências – Plutão Já Foi Planeta e Hotelo

Dia 17 de maio – sexta-feira, às 22h. Abertura da casa: 20h30

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Pista Lote 2 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Pista Lote 3 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 4 – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Bistrô Mezanino – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Camarote – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia).

Classificação: 12 anos.

Duração: 150 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

Nesta edição, o Projeto Frequência recebe a banda natalense de Pop Rock Plutão Já Foi Planeta e os paulistanos da banda Hotelo.

Formada em 2013 por Natália Noronha, Gustavo Arruda, Sapulha Campos, Renato Léllis e Vitória de Santi, Plutão Já Foi Planeta leva aos palcos a potência do rock, misturando melodias cativantes com instrumentação diversa que inclui guitarras, violão, ukulele e synths.

A banda paulistana Hotelo iniciou a carreira em 2013. Em 2017, lançou o EP Chama, que conta com mais de 1 milhão de acessos no Spotify. Em 2018 lançou um novo disco, Mapa Astral, que traz o tema astrológico e conta com participações especiais de Dinho Ouro Preto, Ana Caetano e Vitória Falcão (Anavitória), Atitude 67, Pedro Calais (Lagum), entre outros – o disco alcançou 1 milhão de acessos no Spotify um mês após ser lançado. Os arranjos e melodias somam estilos e influências das mais variadas vertentes que transitam entre o Rock, MPB, Ska e até baião.


Festival Líricas Paulistanas

  • O evento celebra a memória da Vanguarda Paulista através de bate-papos, exibição de documentários, recitais poéticos e apresentações musicais em diversos pontos de São Paulo. Na Casa Natura Musical, o festival sedia dois eventos:

Dia 23 de maio – Quinta-feira, a partir das 19h

  • Exibição do curta Beleléu – Cá Entre Nós, seguido de bate-papo com o diretor Fábio Giorgio.
  • Show do Baião de Spokens, Juçara Marçal, Leo Castilho, Orquídeas do Brasil e participação especial de Anelis Assumpção

Ingressos: Pista – R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Dia 26 de maio – Domingo, a partir das 17h

  • Exibição de Líricas Paulistanas – Vanguarda Paulista Ontem e Hoje, seguido de bate-papo com Marianna Perna, Wilson Souto e Maurício Pereira.
  • Show da Filarmônica de Pasárgada com participação especial de Natália Barros e apresentação do Grupo Rumo.

Ingressos: Mesa / Bistrô Mezanino / Camarote – R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Classificação: Livre.

Capacidade: 710 lugares.

Líricas Paulistanas é um festival criado para valorizar a memória da Vanguarda Paulista, homenageando os artistas que fizeram parte do contexto e reunindo-os com herdeiros do legado que reconhecem em suas criações a rica influência cultural deixada por este movimento artístico.

Com duração de cinco dias, o festival reúne bate-papos, exibição de documentários, recitais poéticos e apresentações musicais, com o intuito de reviver a efervescência contida nas manifestações realizadas por seus membros e pensar em como se dá a sua continuidade, tanto em termos de cenário, quanto de quem o representa nos dias de hoje.


N’ Gan Daya – Maíra Freitas e Mestrinho tocam Gil e outros reggae

Dia 24 de maio – Sexta-feira, 22h. Abertura da casa: 20h30

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Pista Lote 2 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 3 – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Pista Lote 4 – R$ 90 (inteira) e R$ 45 (meia). Bistrô Mezanino – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Camarote – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia).

Classificação: Livre.

Duração: 150 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

Maíra Freitas e Mestrinho se conheceram sob as bênçãos de Gilberto Gil – os dois faziam parte do show especial Refavela 40, homenagem ao clássico álbum do mestre baiano. O encerramento da turnê, em duas noites do Circo Voador, deixou no ar um desejo de que aquilo não acabasse, um ímpeto de prolongamento daquela energia, uma mística natural. Nessa atmosfera surgiu a ideia de N’Gan Daya com Maíra e Mestrinho, show da cantora/pianista e do cantor/acordeonista que tem como inspiração o disco Kaya N’Gan Daya (2002), em que Gil lança seu olhar sobre a obra de Bob Marley.

O repertório de mais de 20 canções inclui muitas das que estão no álbum de Gil, como Buffalo soldier, Three little birds, Positive vibration, Could you be loved e Rebel music. Também estão no repertório músicas que documentam relação do artista baiano com o reggae, como Vamos fugir, Não chores mais (No woman, no cry) e A Novidade.


João Bosco e Hamilton de Holanda – Eu Vou Pro Samba

Dia 25 de maio – Sábado, 22h. Abertura da casa: 20h30

Ingressos: Mesa Lote 1 – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Mesa Lote 2 – R$ 130 (inteira) e R$ 65 (meia). Mesa Lote 3 – R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia). Bistrô Mezanino – R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia). Camarote – R$ 250 (inteira) e R$ 125 (meia).

Classificação: Livre.

Duração: 120 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

Eu Vou pro Samba é o novo show de João Bosco e Hamilton de Holanda. O encontro de dois dos maiores nomes da música brasileira contemporânea dessa vez, literalmente, dá samba. No palco, os artistas celebram o mais festejado ritmo brasileiro apresentando alguns de seus temas preferidos, em novos e personalizados arranjos que integram o violão e a voz de João com o bandolim de Hamilton.

Nação e Coisa feita, entre outros sambas de João Bosco, ganham renovados contornos ao lado de composições de Ary Barroso (Isso é Brasil), Dorival Caymmi (Milagre e Vatapá) e outros tantos compositores que notoriamente contribuíram para esse gênero musical tão brasileiro e tão difundido no mundo.


Mahmundi – Para Dias Ruins

Dia 30 de maio – Quinta-feira, 21h30. Abertura da casa: 20h

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Pista Lote 2 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Pista Lote 3 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 4 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia). Bistrô Mezanino – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Camarote – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia).

Classificação: Livre.

Duração: 120 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

Aos 31 anos, depois de dois EPs e um disco lançados de forma independente, todos muito bem recebidos, Mahmundi chega ao primeiro álbum por uma grande gravadora, a Universal Music. Para Dias Ruins, produzido por ela e pelo seu companheiro de show, o músico e produtor carioca Lux Ferreira, dá início a essa nova etapa. Os reverbes, delays e efeitos de voz, que viraram uma característica de seu som, continuam lá. Como autora, Mahmundi revelou um lado mais doce e leve. Apesar de falar de sentimento, a cantora não aponta um tema específico como fio condutor do disco.


Mariene de Castro – Roda a Baiana

Dia 31 de maio – Sexta-feira, 22h. Abertura da casa: 20h30

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia). Pista Lote 2 – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Pista Lote 3 – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Pista Lote 4 – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia). Bistrô Mezanino – R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia). Camarote – R$ 160 (inteira) e R$ 85 (meia).

Classificação: 16 anos.

Duração: 120 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

Com voz forte e marcante, Mariene de Castro despontou no cenário musical como uma das mais talentosas artistas da “nova geração de cantoras do Brasil”. A apresentação traz uma série de sambas de roda, como Vida ao Jongo, Rosário de Maria e Jongo da Serrinha.

Seu conterrâneo Roque Ferreira – um dos compositores prediletos da cantora – intuiu certa vez que ela nunca pisava num palco sozinha: alguma força superior entrava com ela em cena e impregnava sua música. Elogiada por críticos, artistas e pelo público, Mariene constrói sua carreira de forma sólida, repleta de realizações e reconhecimento no Brasil e no exterior. A arte de Mariene de Castro se ramifica para aumentar o apetite de um território musical sem fronteiras, com seu tempero próprio.

Casa Natura Musical

Inaugurada em maio de 2017, a Casa Natura Musical celebra dois anos com uma dos espaços mais relevantes e antenados do circuito cultural de São Paulo, tendo sido eleita como a melhor casa de shows de grande porte da capital paulista (O Estado de S. Paulo, em 5/10/18) e o Melhor Espaço Para Shows (Blog do Arcanjo / UOL, em 2/01/19). Com total visibilidade de qualquer ponto da plateia, a Casa oferece uma combinação de conforto e qualidade musical, configurando o palco ideal para abrigar nomes consagrados, novos talentos e projetos especiais. Localizada em Pinheiros, o empreendimento soma as credibilidades dos empresários Paulinho Rosa, dono do Canto da Ema, e Edgard Radesca, fundador do Bourbon Street Music Club, à cantora e compositora Vanessa da Mata. O patrocínio é da Natura, empresa que há 12 anos destaca-se pela atuação na valorização da produção contemporânea e da identidade musical brasileira por meio da plataforma Natura Musical.

CASA NATURA MUSICAL
Rua Artur de Azevedo, 2134, Pinheiros, São Paulo, tel: (011) 3031-4143
Ingressos sem taxa de conveniência na bilheteria da Casa
Ingressos podem ser pagos com dinheiro, cartões de crédito e débito
Horário da bilheteria: de terça a sábado, das 12h às 20h. Segundas e domingos, quando houver show. Em dias de espetáculo, a bilheteria fecha mais tarde, até uma hora após o início da apresentação.
Venda de ingressos: www.casanaturamusical.com.br
Venda para pessoas com deficiência: 4003-6860
https://www.facebook.com/CasaNaturaMusical
https://www.instagram.com/casanaturamusical/
www.twitter.com/casanaturamus

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui