Ações solidárias às vítimas das enchentes

O restaurante tem usado sua estrutura, que não foi afetada pelas enchentes, para produzir refeições para desabrigados e equipes de resgate. O restaurante já entregou 3500 pães, 2 mil marmitas quentes, 400 kits de sanduíche e água nas redondezas

0
425

ões solidárias às vítimas das enchentes.

Catherine Gramado faz ações solidárias às vítimas das enchentes

Distribuição de 3500 pães, marmitas, água e cobertores aos desabrigados são algumas das ações promovidas pelo restaurante

Nutrindo esperanças, literalmente. É assim que a equipe do Catherine Gramado, restaurante tradicional da Serra Gaúcha, tem atuado durante o maior colapso climático já enfrentado pelo Estado do Rio Grande do Sul. O restaurante tem usado sua estrutura, que não foi afetada pelas enchentes, para produzir refeições para desabrigados e equipes de resgate. E já entregou 3500 pães, 2 mil marmitas quentes, 400 kits de sanduíche e água nas redondezas, especialmente no município de Três Coroas, um dos mais afetados pelas enxurradas. Também, se tornou um ponto de arrecadação de kits de higiene, cobertores, fraldas e até ração para os pets.

Ações solidárias às vítimas das enchentes
“Não fomos atingidos fisicamente pelas enchentes, mas já sentimos o impacto brutal no turismo. Será um período tão difícil quanto o que enfrentamos na pandemia”, prevê Nícolas Heckel, chef e sócio do Catherine Gramado.

O restaurante não fechou as portas, mas, com a ausência de clientes e de movimento, resolveu reaproveitar insumos e alimentos em ação solidária. O prejuízo foi revertido para o bem da comunidade. “A situação é desoladora, mas a solidariedade e a união da sociedade civil são fundamentais para reerguer os municípios. Nossa contribuição é levar afeto e aconchego com refeições quentes. Esta é a nossa contribuição no momento”, destaca Nícolas Heckel, chef gaúcho e sócio do Catherine Gramado. Jovem, já ostenta um rico currículo de realizações no Brasil e no exterior, com passagens pelos premiados DOM, Maní, Brasil a Gosto e L’Amitié, em São Paulo, e restaurantes estrelados na Holanda e na Itália.

Ações solidárias às vítimas das enchentes

Ações solidárias às vítimas das enchentes
Além da produção diária de marmitas e pães, o restaurante virou um ponto de coleta na cidade e tem feito doação de cobertores, roupas, fraldas e kits de higiene: solidariedade para reconstruir municípios e retomar as atividades turísticas na Serra Gaúcha.

O maior desastre climático já enfrentado pelo Estado do Rio Grande do Sul, que atingiu 90% dos municípios e deixou mais de meio milhão de desabrigados, foi menos intenso na Serra Gaúcha. A devastação não atingiu diretamente os principais pontos de visitação da região das Hortênsias — que inclui Gramado, Canela, Nova Petrópolis e São Francisco de Paula —, mas as enchentes fecharam estradas e aeroportos. E terá impacto direto no turismo, especialmente nessa temporada outono-inverno.

Com a abertura do aeroporto de Canoas para voos comerciais, região metropolitana de Porto Alegre, o Catherine espera voltar a ter clientes e retomar os eventos, que se tornaram uma tradição do restaurante e ponto turístico obrigatório em pouco tempo na Serra Gaúcha. Além do menu autoral, a arquitetura impacta os visitantes.

O restaurante está localizado num charmoso e histórico casarão, no centro de Gramado, em frente à Praça das Rosas. Em quase 500m2, a decoração alia tradição e modernidade. O restaurante preserva a memória da pioneira família Perini, que morou no casarão e se tornou referência em hotelaria na cidade. O respeito pela estrutura original aparece nos cômodos, detalhes e acabamentos. No chão de um dos salões e nas paredes da adega, há dormentes de trem.

Elementos rústicos, como ferro, cipó e cimento queimado contrastam com cores vibrantes como laranja, rosa, verde e roxo. Flores estão espalhadas por todos os cantos da casa, até mesmo no teto da recepção.

Ponto de Coleta

O restaurante reverencia as mulheres em todas as suas dimensões: décor, menu, carta de drinques assinada pela mixologista Claudia Schumacher, a sommelière Rosa Fattori, em seus festivais ao longo do ano e nas apresentações musicais da casa, sempre dando protagonismo às mulheres. O nome do restaurante é uma homenagem à figura histórica de Catherine di Médici, a rainha consorte da França no século XVI, de origem italiana, que revolucionou a gastronomia e a cultura francesa.

“Não fomos atingidos fisicamente pelas enchentes, mas já sentimos o impacto brutal no turismo. Será um período tão difícil quanto o que enfrentamos na pandemia”, prevê Nícolas Heckel. Por isso, o pedido dos comerciantes da região é para que os turistas não cancelem suas viagens, mas reagendem à medida que estradas e aeroportos estejam liberados. A Serra Gaúcha é o principal motor do turismo no Estado e será também a chave para a reconstrução no Estado. Um motivo a mais para os turistas irem a Gramado e visitarem um de seus principais atrativos, o Catherine.

Ações solidárias às vítimas das enchentes
Marmitas quentes: o restaurante Catherine tem usado sua estrutura, que não foi afetada pelas enchentes, para produzir refeições para desabrigados e equipes de resgate na região. Crédito das fotos: Divulgação.

Sobre o Catherine Gramado

Celebrar a boa gastronomia, a arte e o protagonismo feminino. Essa é a proposta do Catherine Gramado, fundado em 2021, pelo chef Nícolas Heckel, ao lado dos amigos restaurateurs Josiano Schmitt e Evandro Catuci. Localizado num charmoso e histórico casarão, no centro de Gramado, em frente à Praça das Rosas. Assim, o restaurante já se tornou hotspot na cidade. Iguaslmente, espaço disputado para eventos, sobretudo pelo público feminino.

A reverência às mulheres começa pelo nome do restaurante, uma homenagem à rainha Catherine de Médici, a italiana que revolucionou a cultura. Assim como, os costumes e os hábitos alimentares na França. E se estende pelo menu, pelo décor, com telas que retratam ícones femininos, como Marilyn Monroe e Edith Piaf. Em suma, até a carta de drinques preparada pela mixologista Claudia Schumacher.

À frente da cozinha está um jovem prodígio, o  chef gaúcho Nícolas Heckel. Foi ex-DOM, Maní, L’Amitié, Brasil a Gosto e internacionais, como os estrelados Calla’s, Tapisco e Oogst, na Holanda). No menu de inspiração francesa, uma releitura de clássicos. Ainda, a preferência por ingredientes frescos, locais, sabores afetivos e uma pitada da Serra Gaúcha. Ou seja, puras misturas que já renderam 2 prêmios de chef revelação e melhor chef e, em 2023, o de restaurante revelação pela Sabores do Sul.

https://www.catherinegramado.com.br/

Rua Emílio Sorgetz, 200 l Centro

CEP  95670-207 l Gramado – RS

Tel. 54 2136-5252

Instagram: @catherinegramado

 

 

 

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa
Fotos: 
Divulgação  

Edição: Redação Na Mídia
Então, não deixe de ler: 
Galinha Pintadinha é a artista infantil mais ouvida do Spotify

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui