-foto divulgação-namidia-
Anúncio Na Mídia

O jornalismo brasileiro não pode ficar isolado.  ANI – Associação Nacional, Internacional de Imprensa realizará o 1º Encontro Internacional de Jornalismo e Comunicação na cidade do Rio de Janeiro.

(…) O mundo globalizado de hoje em dia permite a inserção da mídia amadora e profissional, e ainda ampliar as ações do jornalismo sem fronteiras”…

Expandir a atuação do jornalismo brasileiro e reafirmar laços com entidades congêneres e instituições de jornalismo e comunicação estrangeiras.

É esta a base da atuação internacional da ANI, prevista no seu Estatuto para o incremento dessas relações: (IX – desenvolver intercâmbio cultural com associações congêneres nacionais e estrangeiras;).

Para consecução deste objetivo no âmbito da comunicação de massa, a ANI usará seu canal de TVANIBRPress.

O jornalismo brasileiro não pode ficar isolado

O jornalismo brasileiro não pode ficar isolado. Ao fortalecer e estreitar os laços com colegas de todo o planeta, aprendemos sobre realidades diferentes, enriquecemos culturalmente e somos protagonistas.

O mundo globalizado de hoje em dia permite a inserção do mídia amador e profissional, e ainda ampliar as ações do jornalismo sem fronteiras.” – explica o jornalista e presidente da Associação Nacional e Internacional de Imprensa, Roberto Monteiro Pinho.

O jornalismo brasileiro não pode ficar isolado
Presidente da ANI – Roberto Monteiro Pinho

A mídia independente é hoje indubitavelmente a maior responsável pelo universo das notícias no planeta.

Precisamos estar conectados com eles e trabalhar para quebrar de vez paradigmas e o preconceito da grande imprensa de papel e televisiva”, conclui o dirigente.

Visão globalizada

Para melhor trabalhar o eixo – Brasil – e outras nações já existe e atuando a Comissão de Relações Nacional e Internacionais – que tem como objetivo formar convênios para estudo e aprimoramento dos jornalistas junto das principais instituições de ensino da comunicação global.

Tendo em vista o crescimento da atuação internacional da ANI, a entidade criou o “Centro Ibero-americano de Jornalismo, Mídia Imprensa e Eletrônica”, cuja sede será no Brasil.

O suporte conexo para incrementar as ações, é gerado pela Comissão Especial de Eventos e Mídia, presidida pelo jornalista e dirigente da ANI Danilo Gomes.

Neste programa está o I – Fórum de Jornalismo Internacional, que será realizado no mês de abril deste ano.

O jornalismo brasileiro não pode ficar isolado

Estrutura

Serão convidados jornalistas, foto jornalistas, colunistas, mídias, a imprensa, autoridades e entidades internacionais, para participar de reuniões, intercâmbios, programas de capacitação, eventos, palestras, debates e convênios.

Para estruturar o evento internacional, está sendo constituído um grupo de trabalho, que será o responsável para realizar reuniões preliminares que serão realizadas no mês de março,  para formatar o I-Fórum Internacional de Jornalismo e Comunicação.

Conteúdo: ANIBRPress
O jornalismo brasileiro não pode ficar isolado

ANI nas redes sociais: FacebookTwitter InstagramYouTube

Leia também: Discussão sobre a MP 899 na FIESP São Paulo

 

 

Anúncio Na Mídia

5 COMENTÁRIOS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here