Quando o bordado para alta-costura é mais do que um hobby

Bordado para alta-costura diretamente da Bahia. Para Evelyn Gavioli, diretora comercial e proprietária da Pousada Estrela D’Agua (Trancoso), nem tudo em seu dia a dia resume-se a administrar um dos hotéis-boutique mais badalados do Brasil.

Por exemplo, em suas horas livres ela cultiva alguns hobbies, como meditar, cuidar de hortas orgânicas e bordar para alta-costura.

Bordado para alta-costura diretamente da Bahia

Evelyn é aluna de Natália Rios, do Atelier & Escola de Bordados de Arte, referência em São Paulo e pioneiro, no Brasil.

Atelier  referência  no ensino da história e da técnica do bordado de Lunéville, considerado, dessa forma,  um dos principais trabalhos manuais para alta-costura.

Bordado para alta-costura diretamente da Bahia

Veja também: Casa França-Brasil completa 200 anos

Portanto, dividindo seu tempo entre a capital paulista e o charmoso vilarejo do sul da Bahia, a empresária exercita suas habilidades com agulhas.

E, também, com as linhas, cristais, vidrilhos e paetês sempre que sua agenda permite.

Bordado para alta-costura diretamente da Bahia

Bordado para alta-costura diretamente da Bahia

Além de ter seus bordados em peças da estilista Patrícia Vieira para a SPFW e no traje utilizado por Hugo Gloss na apresentação do Prêmio Multishow, Evelyn dedicou especial atenção a um pedido da Le Lis Blan.

E, assim, esse pedido que consumiu 700 horas de trabalho para ser executado sob o comando de Natália: o vestido de casamento da atriz Isis Valverde.

“Foram 25 metros de tecido bordado, no qual foram costurados, manualmente, 10 mil miçangas, 3 mil cristais Swarovski, 6 mil flores de organza de seda, 100 copos de leite de murano.

E, também, 1.000 miniflores de madrepérola, 60 miniflores de pérola, 1.000 paetês, 1.000 vidrilhos, 600 pistilos de seda e 100 pistilos de cristal Swarovski”, contabiliza.

Outrossim, nas imagens de Evelyn, quatro exemplos de detalhes do bordado do vestido de Isis Valverde e outra do traje inteiro.

Fotos: Divulgação / Baoba Comunicação

Fonte: João Jaques

Portanto, não deixe de ler: Campanha Solidária dos 200 anos da Casa França-Brasil

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here