Universitários são expulsos da UnB por fraudar cotas raciais. A Reitoria da Universidade de Brasília (UnB) anunciou dessa forma, a expulsão de 15 estudantes.

De acordo com a direção da universidade, o motivo foi o fato de terem fraudado o sistema de cotas raciais vigentes portanto, na instituição há quase 20 anos.

Foi a primeira vez que uma medida deste tipo foi adotada pela universidade.

Além da expulsão, dois alunos que já haviam se formado perderam seus diplomas.

Outrossim, pela mesma razão.

Outros oito, que já estavam afastados, tiveram os créditos igualmente,  anulados.

Os processos tiveram início com denúncias contra cem estudantes por suposta fraude do ingresso por meio do sistema de cotas raciais em 2017. Foi aberta uma sindicância e uma comissão foi nomeada para investigar o caso.

Em uma primeira análise por parte da comissão, 73 estudantes foram retirados da apuração. Uma segunda comissão foi criada para dar prosseguimento à análise dos 28 restantes.

Universitários são expulsos da UnB por fraudar cotas raciais

A reitoria da UnB argumenta que todos tiveram direito ao contraditório do mesmo modo, e que o processo teve parecer da Procuradoria Federal junto à UnB.

Universitários são expulsos da UnB por fraudar cotas raciais

Sobre a UnB:

É uma universidade pública federal brasileira, com sede em Brasília, no Distrito Federal.

A instituição possui 4 Campi, sendo estes em Brasília (Campus Darcy Ribeiro), em Planaltina (Faculdade UnB Planaltina), em Gama (Faculdade UnB Gama), em Ceilândia (Faculdade UnB Ceilândia) e no Paranoá (em projeto).

A área total dos 4 campi é de 4.787.449,13 m², sendo que o seu principal campus (Darcy Ribeiro) tem 3.950.569, 07 m².

Das 67 universidades federais do Brasil, mantidas pela união através de recursos do Ministério da Educação, a UnB é a universidade com o quarto maior orçamento, ficando atrás da UFRJ, UFMG e UFF.

 

 

Foto: Marcello Casal Jr. /Ag. Brasil

Fonte: Jonas Valente – Repórter Agência Brasil – Brasília Edição: Aline Leal

Leia também: Museu da Língua Portuguesa transforma texto em sentimento

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here