Comprar, financiar ou alugar uma casa? Saiba o que é melhor para seu bolso

0
275
melhor para seu bolso

Escolher o melhor para seu bolso é fundamental para preservar a saúde financeira da família sem abrir mão dos sonhos e projetos de vida. Um dos maiores objetivos das pessoas é comprar uma casa, mas isso exige muita organização financeira.

O sonho da casa própria faz parte da vida da maioria dos brasileiros e para quem tem esse propósito, saber como juntar dinheiro é a principal dúvida, afinal, trata-se de uma decisão financeira importante ao longo da vida.

Existem aqueles que preferem guardar dinheiro para pagar o imóvel à vista e aqueles que querem guardar apenas um pouco para dar entrada e financiar o restante. Independentemente da opção, nos dois casos é necessária uma quantia elevada.

Mas mesmo que o valor seja alto, ainda assim é possível se organizar e conseguir guardar dinheiro, mas antes de começar esse processo, primeiro é necessário entender como fazer isso.

Para esclarecer as dúvidas e ajudar a alcançar esse propósito, o artigo vai mostrar como economizar para comprar a casa própria, quais são os benefícios do financiamento e o conceito de taxa de juros.

Como economizar para comprar um imóvel

Para economizar e comprar um imóvel, primeiro é necessário avaliar com cuidado quais são os hábitos financeiros. É necessário levantar essas questões para facilitar a aquisição.

Para acumular um valor alto, é necessário adotar hábitos financeiros saudáveis e ter muita disciplina. Existem gastos invisíveis que podem comprometer grande parte do orçamento, portanto, o ideal é priorizar uma reserva mensal.

A mesma situação se aplica para quem quer abrir o próprio negócio, como uma empresa de limpeza profissional de pisos. Também é fundamental fazer uma reserva financeira, algo que não faz parte dos hábitos de 70% dos brasileiros.

Existem bancos que oferecem opções de reserva automática para o correntista definir um dia fixo e o valor que deseja guardar todos os meses. Trata-se de uma alternativa interessante para quem tem dificuldades em lidar com as finanças.

Ao financiar um imóvel, uma pessoa pode passar muitos anos pagando parcelas altas, por isso, vale muito mais a pena fazer uma reserva do que assumir uma dívida tão extensa.

O financiamento é uma boa ideia, desde que o valor de entrada seja realmente bom e cubra, pelo menos, 20% do valor do imóvel. Para chegar a esse valor, algumas dicas são:

  • Poupar 30% da renda mensal;
  • Pensar nos gastos adicionais;
  • Conhecer a região onde quer morar;
  • Avaliar o momento atual;
  • Buscar ajuda.

Uma das melhores dicas é poupar 30% da renda mensal e adaptar o estilo de vida a essa nova realidade, assim, quando chegar o momento de pagar as parcelas, não é necessário fazer uma mudança brusca nas finanças.

Quando uma pessoa compra ou constrói um imóvel, precisa arcar com despesas extras, como aluguel de caçamba basculante. Também precisa arcar com documentação e escritura.

Os valores desses documentos podem gerar surpresas e atrapalhar a compra do imóvel, assim, é fundamental se preparar para evitar esse problema.

Antes de decidir o quanto precisa juntar, também é importante conhecer a região onde pretende comprar a propriedade, visto que o valor dos imóveis varia muito entre um bairro e outro.

É fundamental avaliar o momento de vida atual porque muitas pessoas precisam viajar a trabalho, mudar de cidade ou até mesmo viver em outro país e aqueles que compram uma casa podem limitar sua capacidade profissional.

Quem acabou de se casar também precisa pensar se deseja ter filhos, visto que comprar um imóvel muito pequeno pode significar mudanças no futuro.

Por fim, para facilitar a aquisição, é interessante buscar ajuda de programas do governo que reduzem as taxas de juros e aumentam o prazo para pagamento.

Benefícios de financiar o imóvel

Ter uma casa própria com jardim para poder usar um regador de plástico e cuidar das plantas é algo que todo mundo deseja para o futuro. O financiamento é uma modalidade que facilita esse processo e ainda traz outros benefícios, como:

Uso imediato do imóvel

Quando o financiamento é aprovado, o comprador pode ocupar imediatamente o imóvel, por outro lado, quem prefere juntar todo o dinheiro necessário pode ter que esperar mais tempo.

Também pode ser que o comprador tenha que equilibrar a poupança e o pagamento do aluguel, agora, ao fazer o financiamento, vai usar o imóvel enquanto paga as parcelas, o que ajuda a organizar o orçamento.

Formato mais acessível

Geralmente, o financiamento é a única possibilidade para pessoas que ganham pouco, mas querem sair do aluguel.

Juntar dinheiro para comprar uma casa ou apartamento à vista é algo que está fora do alcance da maioria, assim como dar um bom lance em um consórcio também não é fácil.

Poupar para o futuro

Investir em uma boa escola maternal 2 é uma forma de preparar os filhos para a educação infantil, da mesma forma, financiar um imóvel é uma maneira de investir com retorno assegurado.

Para quem já possui uma propriedade, fazer o investimento de um segundo imóvel é uma forma de aumentar o patrimônio e valorizar ainda mais o bem, uma saída inteligente para quem tem dificuldades em economizar.

Mais segurança para comprar

O financiamento imobiliário é uma transação acompanhada por diversas garantias e seguros que trazem proteção para a propriedade, cobre danos físicos, entre outros benefícios.

Por exemplo, é possível proteger o imóvel contra danos provocados por tempestades e outros fenômenos climáticos que causam estragos.

Taxas de juros mais baixas

O financiamento imobiliário é um tipo de empréstimo em que a instituição avalia o momento atual do requerente, e em caso de aprovação, o comprador faz um financiamento e vai pagar as parcelas para o banco.

Depois que o financiamento é aprovado, pode preparar a mudança e instalar cortina wave trilho suisso. O pagamento é feito por meio de parcelas mensais com juros e taxas, como acontece com empréstimo normal.

Alguns programas do governo de financiamento baseiam os custos do financiamento nas faixas de renda, assim, famílias com baixo poder aquisitivo podem adquirir seus imóveis pagando pouco.

Entrada facilitada

Além de todos os benefícios citados anteriormente, a entrada facilitada permite o pagamento da parcela inicial como uma forma de garantir a intenção de adquirir o bem.

Geralmente, o valor de entrada é de cerca de 30% do imóvel, mas por meio do programa de financiamento do governo, o percentual de entrada é de 10%.

O que é taxa de juros?

Ao passar por um banner fachada de loja e visualizar produtos em promoção, muitos consumidores ficam interessados e acabam comprando no cartão de crédito, crediário e outras modalidades que possuem taxa de juros.

Isso também se aplica ao financiamento e é muito importante entender seu conceito, antes de assumir a dívida.

Mas antes de saber o que é taxa de juros, é necessário saber o conceito de juros em si. Trata-se do valor do dinheiro no tempo, como se fosse um aluguel que o tomador paga para pegar o dinheiro emprestado.

Os juros estão sempre associados ao valor envolvido na transação e o tempo que a pessoa vai levar para pagar. Com base nisso, bancos e instituições financeiras intermediam quem tem o dinheiro e quem precisa daquele valor.

Por exemplo, uma empresa pode fazer um empréstimo no banco para investir em banner de tecido poliéster e aumentar suas vendas. Essa troca com a instituição financeira faz surgir os juros.

A pessoa que poupa ou investe seu dinheiro em uma instituição financeira empresta o valor para o tomador.

Ele vai pagar o valor recebido com juros à instituição financeira, por fim, o banco fica com uma parcela do valor como remuneração e devolve o restante para quem empresta. Isso acontece com juros, no momento futuro, de acordo com o combinado.

O tomador do dinheiro devolve para o banco um valor maior do que emprestou, enquanto o investidor recebe um valor maior do que investiu e é nesse processo que surge a taxa de juros.

Ela costuma ser calculada em percentual e tudo depende do valor que a pessoa emprestou e do prazo que precisa para pagar.

Considerações finais

Comprar uma casa com acabamento em mármore carrara rosa ou qualquer outro tipo de material presente nas construções é o sonho de muitas pessoas e esse sonho pode ser realizado à vista ou por meio do financiamento.

Para escolher a melhor modalidade, a pessoa precisa analisar sua situação financeira atual e definir o que é melhor para ela e para sua realidade. De qualquer forma, são duas modalidades que permitem realizar o sonho da casa própria.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui