Anúncio Na Mídia

1ª Virada Online H2H traz 02 dias de palestras com especialistas de renome internacional para abordar a reinvenção dos negócios, a partir da Covid-19

 A nova base econômica trazida pela Covid-19. É tema do evento, que se destaca ainda mais no cenário atual, trazido pela Covid-19.

A renda da live será 100% revertida para a campanha Êxito Solidário do Instituto Êxito de Empreendedorismo.

Dessa forma, a meta de arrecadar 50 mil cestas básicas para as famílias mais acometidas, em função de sua vulnerabilidade social

Assim, nos próximos dias 24 e 25 de abril acontece a 1ª Virada Online H2H.

Criada pela Rede Mulheres Que Decidem, a Virada é destinada a trazer para a realidade vigente o modelo da economia de engajamento humano.

Por meio da tecnologia, que se fortalece sobremaneira no atual cenário de digitalização massiva, provocado pela Covid-19. 

Outrossim, serão 12 palestras e 02 painéis de 45 minutos, cada, conduzidos por especialistas e empresários com reconhecimento nacional e internacional.

E, portanto, provenientes de diversos segmentos de atuação, que já aplicam o modelo Humano para Humano (H2H) em sua área e negócios.

live – disponível por meio de um link privado de acesso –  terá 7 horas de transmissão, com espectadores no Brasil e em Portugal.

Será realizada em dois dias consecutivos: das 9h às 18h (horário de Brasília) e das 13h às 22h (horário da Lisboa), em 24 e 25 de abril. 

Acresce que, a renda obtida com os ingressos será 100% revertida para a campanha Êxito Solidário do Instituto Êxito de Empreendedorismo.

Definitivamente, a meta é arrecadar 50 mil cestas básicas para as famílias que mais precisam desse apoio, nesse momento de crise econômica sem precedentes na história contemporânea.

A Virada Solidária Online H2H, portanto,  é uma iniciativa assinada pela Rede Mulheres Que Decidem (R-MqD), em parceria com o Conselho da Mulher Empreendedora e da Cultura (CMEC).

Concomitantemente, com a Empreendedoras 55, ATOM Investimentos e o Instituto Êxito de Empreendedorismo como apoiador beneficiário.

O que dizem as organizadoras?

“De que forma empreendedores irão se relacionar, economicamente, nesse novo cenário? O que muda a partir de um mundo com menos recursos e emocionalmente, mais abalado?

Como poderemos manter a roda da economia ativa? Qual o nosso posicionamento, enquanto empreendedores e consumidores?

Assim, esses são os questionamentos que impulsionarão a Virada”. É o que detalha Priscilia Queiroz, idealizadora do evento e CEO da Rede Mulheres Que Decidem (RMqD).

De acordo com o presidente do Instituto Êxito de Empreendedorismo, Janguiê Diniz, “O objetivo da campanha é ajudar micro e pequenos empreendedores.

E, além de profissionais informais e suas famílias de todo o Brasil, que estão sofrendo os impactos econômicos e sociais da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Em outras palavras, a parceria firmada com a Virada Solidária Online H2H vai nos permitir ampliar esse suporte para aqueles que mais precisam nesse momento”, detalha.

 A nova base econômica trazida pela Covid-19

Para se inscrever na Virada

As inscrições estão abertas   https://contato.site/0b63f6b1f9/imersao-online/virada-online.

 Palestrantes Confirmadas

Fabiana Gonçalves – Idealizadora e líder das Empreendedoras 55 Priscilia Queiroz – Empresária e CEO da Rede Mulheres Que Decidem (RMqD)
Francesca Giobbi – Fudadora do Ecossistema FreedomeE – Palestrante Internacional Ana Claudia Cotait – Presidente do CMEC (Conselho da Mulher Empreendedora e da Cultura) da FACESP, ACSP
Lurdes Dorta – Vice-presidente do Instituto Mulheres Que Decidem (MQD) Luciana Castelli – Gestora de Negócios Internacionais, mestranda em Sociologia, Economia do Trabalho e Inteligência Econômica e CEO da OMNI Master Investiments
Carol Paiffer –  CEO e sócia-fundadora da ATOM Investimentos Marianela Mirpuri – Fundadora da Hera
Izabella Ceccato – Fundadora do O poder da colaboração Paula Oliveira – Sócia-fundadora da Ewaá
Larissa Ortiz – Fundadora da Bio_graphia Sustentabilidade e S.U.C.E.S.S.O. Tati Sinceraa – Terapeuta e desenvolvimento pessoal

 

Temas dos Painéis

Empreendedorismo de sobrevivência – Você empreende ou apenas sobrevive?

O papel da mulher no empreendedorismo – 51,2% dos novos empreendimentos, criados todos os anos, são feitos por mulheres.

Mais sobre o conceito H2H

O conceito do Humano para Humano (H2H) foi desenvolvido por pesquisadores da MIT Sloan School of Management.

Um dos líderes nesses estudos é o professor Michael Schrage, que mistura pessoas com a Inteligência Artificial, machine learning e social media para desenhar o que ele chama de Decisão 2.0.

Na era digital, em que o cliente toma decisões instantâneas e de eficácia imediata, ganhará espaço a empresa que, de forma integrada, constante e ágil, antecipar a próxima demanda do cliente. 

Serviço

O quê: 1ª Virada Solidária Online H2H

Quando: 24 e 25 de abril,

9h às 18h – Horário de Brasília – Brasil

13h às 22h – Horário de Lisboa – Portugal

Onde: Online – acesso, por meio de um link privado, enviado aos inscritos

Público e Objetivo: Incluir empreendedores no modelo da economia de engajamento, principalmente no atual momento de digitalização imperativa, provocado pela Covid-19

Inscrições: R$ 50,00 – que corresponde ao valor de uma cesta básica. Para saber mais, acesse https://contato.site/0b63f6b1f9/imersao-online/virada-online

Sobre a Rede Mulheres Que Decidem

A Rede Mulheres Que Decidem – RMqD – é uma empresa de Educação Corporativa para a Mulher Empreendedora, dirigida pela empresária Priscilia Queiroz.

A princípio, a Rede nasceu, em 2014, a partir do movimento voluntário de 12 mulheres que se propuseram a criar rodas de conversa para identificar e solucionar dores femininas de gestoras, à frente de pequenos e médios negócios.

A saber, em cinco anos, a iniciativa se multiplicou de 12 para mais de 40 mil mulheres, em dezenas de cidades brasileiras.

Daí, dessa demanda foi criada uma Grade de Educação Corporativa Consistente para a mulher gerir seus negócios de forma saudável, sustentável e retro alimentada.

Simultaneamente, com base na empatia e na prática inteligente do networking.

Atualmente, a base metodológica da RMqD é oferecida em 10 encontros, de duas horas cada, por mulheres formadas como LIDER OFICIAL e em constante formação da Rede.

Enquanto isso, são mais de 50 células guiadas por lideranças locais, localizadas em 30 municípios de três estados, com o envolvimento direto de mais de 9 mil mulheres.

Portanto, a RMqD conta com uma comunidade secreta no Facebook de mais 40 mil empreendedoras, conectadas.

Instituto Rede Mulheres Que Decidem

Então, a outra vertente da RMqD é o Instituto Rede Mulheres que Decidem, que tem como força motriz o Projeto Abra-se.

Dessa forma, voltado a treinar líderes das comunidades, por meio de treinamento on Line que lhe dá capacidade para desenvolver encontros on Line e/ou presenciais com as mulheres empreendedoras carentes de sua comunidade em um movimento de imersão de dois dias.

O Abra-se busca desenvolver competências empreendedoras das mulheres que vivem e/ou atuam em comunidades com maiores índices de vulnerabilidade social.

Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal

Fonte: Rede Mulheres Que Decidem – Fabiola Ietto Comunicação

Leia ainda: Arraial D´Ajuda para quem busca sombra e água fresca

Anúncio Na Mídia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here