Credibilidade de Lula despenca nas redes sociais

As menções a favor do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Twitter, Facebook e Instagram ficaram abaixo de 20% na semana de 20 de março a 24 de março de 2023.

0
598

Credibilidade de Lula despenca nas redes sociais.

PESQUISA: Credibilidade de Lula despenca nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook

Pesquisa da Quaest com a Genial Investimentos nas redes sociais, divulgada há pouco, indica queda vertiginosa da credibilidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo o Instituto, a pesquisa foi extraída das postagens em todo país através das redes Twitter, Instagram e Facebook.

As menções a favor do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Twitter, Facebook e Instagram ficaram abaixo de 20% na semana de 20 de março a 24 de março de 2023.

No início do mandato, esse percentual era de 53%. A queda coincide com as declarações de Lula sobre “foder” o ex-juiz e senador Sergio Moro (União Brasil-PR) e a operação da PF (Polícia Federal) que desarticulou um grupo ligado à facção criminosa PCC que planejava ataques a autoridades, incluindo Moro. A informação é do Poder360.

Lula disse acreditar que se tratava de “armação do Moro”.

A declaração do presidente sobre “foder” Moro desencadeou 358 mil menções nas redes sociais. Menos de 10% dessas menções eram em defesa do chefe do Executivo. Por outro lado, a publicação do deputado federal Bibo Nunes (PL-RS) no Twitter, em que ele diz ter protocolado um pedido de impeachment contra Lula foi um dos posts mais compartilhados.

Credibilidade de Lula despenca nas redes sociais.

Na 5ª feira (23.mar.2023), Lula foi perguntado a respeito do plano contra Moro. O presidente declarou que teria cautela ao comentar, mas declarou acreditar que era uma “armação de moro”. O impacto da declaração foi negativo para Lula: das 812 mil menções.

Lista do PCC com os e-mails “usados pelos suspeitos”

Credibilidade de Lula despenca nas redes sociais.

O e-mail consta em um despacho emitido pela Justiça Federal do Paraná na 5ª feira (23.mar). No documento, a juíza Gabriela Hardt citou informações de um relatório da operação que reúne evidências do caso. Eis a íntegra da decisão judicial (19 MB). Os dados incluem e-mails vinculados a contas de telefones celulares, fotos de cadernos de anotações com informações obtidas pelos criminosos, arsenal de armas, entre outros. Leia a lista de e-mails usadas pelos suspeitos.

Apesar das reações e retóricas dos aliados de Lula, diante da clareza com que o presidente petista se manifestou, essas defesas estão sendo recebidas como partidarismo de afeto a Lula, e sem a menor influência junto a sociedade que repudia as atitudes de presidente.

Credibilidade de Lula despenca nas redes sociais

No sábado (25/03) o senador Sergio Moro (União Brasil-PR) questionou o uso do e-mail “lulalivre1063@icloud.com” por integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital). A facção criminosa planejava sequestrar e matar o ex-juiz da Lava Jato e outras autoridades. “Gostaria de entender por que um dos criminosos do PCC, investigado no plano de sequestro e assassinato, utilizava como endereço de e-mail lulalivre1063?”, escreveu Moro em post no Twitter.

Com: Pode360/Imagem: Redes Internet e Redes Sociais

Credibilidade de Lula despenca nas redes sociais.
Roberto Monteiro Pinho
Roberto Monteiro Pinho 

Jornalista, escritor, ambientalista, influencer, CEO em jornalismo Investigativo e presidente da Associação Nacional e Internacional de Imprensa – ANI. Escreve para Portais, sites e blog de notícias nacionais e internacionais. Autor da obra: Justiça Trabalhista do Brasil (Edit, Topbooks), em revisão os livros “Os inimigos do Poder” e “Manual da Emancipação”.

Esta publicação opinativa encontra-se em conformidade com a LGPD, lei nº 13.709, 14 de agosto de 2018.”

Roberto Monteiro Pinho

 

 

Fonte: Roberto Monteiro Pinho
Edição: Redação Na Mídia
Fotos: Divulgação / Internet
Leia ainda: O Empoderamento da Mulher através do Tempo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui