“Dormimos como Vivimos” cenário dos imigrantes latinos. O curta-metragem do diretor e ator Harry Geithner foi premiado em um Festival de Cinema no México.

Por isso, a trajetória do projeto “Dormimos como Vivimos” começou com as filmagens no verão de 2019 e terminou no dia 1º de dezembro do mesmo ano, no Wild Project Cinema, em Manhattan, onde foi exibido pela primeira vez na telona.

Assim, o ator Harry Geithner foi o Diretor e Produtor do curta-metragem e, além disso, se encarregou, juntamente com Agustín Becerril Nuding, em escrever o roteiro sobre a realidade que se esconde por trás do sonho americano.

“Dormimos como Vivimos” cenário dos imigrantes latinos

"Dormimos como Vivimos" cenário dos imigrantes latinos

Do mesmo modo, “Dormimos como Vivimos” trata do difícil cenário enfrentado pelos imigrantes latinos nos Estados Unidos. Portanto, nos faz refletir sobre todas as circunstâncias que eles devem viver para ter sucesso e sobreviver no país do hemisfério norte.

Então, no dia 15 de novembro – após três dias intensos – o prestigioso Atlixco Film Festival, no México, foi encerrado. Premiou o curta de Geithner como MELHOR SCRIPT, sendo o primeiro reconhecimento internacional recebido pelo ator em seu papel de Diretor.

"Dormimos como Vivimos" cenário dos imigrantes latinos

A produtora do ator – Geithnerland Productions – é muito grata pelo tremendo reconhecimento internacional. Assim, estende sua gratidão à maravilhosa organização do Festival de Cinema de Atlixco. E, ainda, a Arturo Tay e equipe, e principalmente, a toda a incrível equipe de Dormimos como Vivimos.

Aos produtores como Edwin Mendoza, editores e música de Design Rubio, Diretor de Fotografia e Edição Marvin Guzmán, Alejandra Silva. Assim como, Sabor Latino Restaurante, Oxium Printing, assistentes, iluminadores, a toda a equipe de atores e locações, já que tudo isso foi possível graças ao esforço de cada um deles.

“Dormimos como Vivimos” cenário dos imigrantes latinos

“We Sleep Like We Live” uma produção que faz sucesso desde a sua estreia. E será o pontapé de saída dos próximos lançamentos da Geithnerland. Como, por exemplo, “Focos Rojos” e “Para ayer es tarde” que também vão dar o que falar.

 

"Dormimos como Vivimos" cenário dos imigrantes latinos

 

Fotos: Divulgação / Bulleya Photography

Fonte: Divulgação

Não deixe de lerO jornalismo brasileiro não pode ficar isolado

Veja ainda nosso ebook: Segredos da Leia da Atração

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here