“Cozinha Pantaneira: Comitiva de Sabores”. Iniciativa Documenta Pantanal lança ‘COZINHA PANTANEIRA: Comitiva de Sabores’, do Chef Paulo Machado. Com 180 páginas e 65 receitas, o título reúne os principais pratos de uma cultura culinária que se mantém fiel às tradições regionais

“Cozinha Pantaneira: Comitiva de Sabores”, do pesquisador e chef sul-mato-grossense Paulo Machado, acaba de sair da gráfica. Com textos de Cristiana Couto e fotos de Luna Garcia, o título soma-se ao portfólio da iniciativa ‘Documenta Pantanal’, que, de acordo com sua diretora executiva, a produtora Mônica Guimarães, “mantém-se fiel ao seu objetivo de promover esse importante ecossistema do planeta por meio de diferentes linguagens, inclusive a culinária”, diz.

“Cozinha Pantaneira: Comitiva de Sabores”

Nesse sentido, o título, com 180 páginas, faz um mergulho nas raízes da cozinha pantaneira, apresentando ao leitor 65 receitas selecionadas por Machado e preparadas por ele e outros chefs do Centro-Oeste. Dividido por temas variados, como por exemplo,  “Comidas de Comitiva”, “Comidas de Festa”, “Comidas de Fazenda”, assim como, “Comidas da Cidade”, “Comidas do Mercadão” e “Cozinha Indígena”. Portanto, o livro, segundo Machado, reúne pratos doces e salgados e começou a ser concebido há quase 15 anos, após um período de estudos e trabalho na Europa.

“Quando voltei, trouxe na bagagem a compreensão de que para se trabalhar alta gastronomia é necessário conhecer a cozinha regional de cada local. Cheguei com uma vontade ávida de pesquisar a minha gastronomia, da região onde nasci, e tive ainda mais sede quando percebi que havia ainda muito por desbravar. Após dois anos de intensa pesquisa comecei a conhecer de perto a identidade da cozinha pantaneira”, afirma.

“Cozinha Pantaneira: Comitiva de Sabores”

"Cozinha Pantaneira: Comitiva de Sabores”

Para exemplificar essa culinária rica em influências as mais variadas – vindas do campo, das áreas alagadas e das aldeias indígenas (das etnias terena e guarani, por exemplo) –, Machado destaca algumas das receitas que ilustram a diversidade de ingredientes utilizados no cotidiano pantaneiro.  Assim, entre elas, o Bolo Souza – famosa chipa frita, que é uma das delícias encontradas nas feiras e nos mercados das principais cidades da região. Assim como, o revigorante caldo de piranha, a saltenha – uma das deliciosas refeições pantaneiras que chega por meio da influência boliviana. E, ainda, as iscas de jacaré, o macarrão de comitiva e, entre as sobremesas, os tradicionais doces de abóbora em calda e de leite.

“Este trabalho representa não só uma realização pessoal, mas, também, uma contribuição enquanto preservação e resgate da autêntica cultura gastronômica do Pantanal”, diz o chef. “Em uma época em que o Pantanal está em evidência por um motivo repugnante, como as queimadas, sofrendo as agruras da pior seca dos últimos tempos, lançar este livro evidenciando nossa cultura e registrando saberes de tanto valor nos dá um alento para seguir em frente”, complementa.

“Cozinha Pantaneira: Comitiva de Sabores”

Nesse sentido, o de contribuição para a preservação da cultura regional, a chef Mara Sales não apenas endossa as palavras de Machado, como complementa ao assinar o prefácio: “Nesta obra, em que nada se desperdiça, o autor contribui para provocar a sensação desse pertencimento. Conhecedor e grande entusiasta da cozinha do seu bioma, ele apresenta um livro urgente e necessário sobre a comida do Pantanal e suas fronteiras, sobre o pantaneiro e suas histórias”.

Sobre o Chef  PAULO MACHADO

A princípio, Paulo Machado, Profundo conhecedor da gastronomia latino-americana,  é formado em Direito e Gastronomia. Bem como, estudou no programa de cozinha francesa do Instituto Paul Bocuse, na França. Mestre em Hospitalidade, fundador do Instituto Paulo Machado em Mato Grosso do Sul, trabalhou em restaurantes da Europa e do Brasil. Dá aulas de gastronomia e já esteve em 56 países, sendo que em 15 deles promoveu Festivais de Cozinha Brasileira. Em 2015, recebeu o Prêmio Dólmã de Melhor Chef na categoria nacional. Em 2017, sua marca “Brasil FoodSafaris” recebeu o prêmio Braztoa/Sebrae de melhor startup em turismo do Brasil. Machado foi colaborador da revista Menu e colunista na rádio CBN Campo Grande. Integra, ainda , o Slow Food, projeto Cumari e o grupo de Cozinhas Regionais da América do Sul. Ensina receitas e curiosidades da alimentação em seu canal do YouTube (Chef Paulo Machado) e escreve no blog www.brasilfoodsafaris.com.

Serviço

COZINHA PANTANEIRA: COMITIVA DE SABORES
ISBN: 978-65-86205-02-2
Preço: R$ 80
Número de páginas: 180
Formato: 18 x 24 cm
Vendas on-line: www.bei.com.br

Sobre o Documenta Pantanal

Registrar, documentar e valorizar a cultura e a natureza pantaneiras por meio da promoção de atividades a favor da difusão do conhecimento e da preservação.

Assim, a partir dessa proposta, a iniciativa ‘Documenta Pantanal’, após um ano de atuação, reafirma seu papel de contribuir para o desenvolvimento de ações multimídias. Exposições, livros, vídeos e documentários, por exemplo que, mais do que celebrarem a beleza e a biodiversidade desse ecossistema. E pretendem chamar a atenção da sociedade para a urgência em conhecer e preservar este patrimônio da Humanidade.

Além disso, ao apoiar pesquisas, compartilhar conhecimentos científicos e manifestações tradicionais da cultura do Pantanal, o Documenta, portanto, busca contribuir para a adoção e a valorização de uma visão de desenvolvimento sustentável na agricultura. Assim como, na pecuária e no turismo de qualidade. Da mesma forma, a iniciativa reúne estudiosos, empresários, artistas e produtores para, em conjunto, alertar a sociedade para as questões primordiais desse bioma.

http://documentapantanal.com.br/

 

 

Fotos: Divulgação / Acervo Pessoal

Fonte: Divulgação /João Jacques

Não deixe de lerO jornalismo brasileiro não pode ficar isolado

Veja ainda nosso ebook: Segredos da Leia da Atração

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here