Tributo Angela Maria 90 anos – Um desfile de belas vozes. No último 15 de julho, grandes nomes da música brasileira se reuniram em um show especial dedicado a nossa eterna Angela Maria.

O evento foi realizado no tradicional Teatro Procópio Ferreira, em São Paulo.

Teve como Mestre de cerimônias , a rainha da Noite Paulistana, Lilian Gonçalves.

Aliás, belíssima e exuberante

Daniel DÀngelo, viúvo da cantora, recebeu a todos com muito carinho.

No repertório grandes sucessos da rainha do rádio como “Não Tenho Você”, “Babalu”, “Cinderela”, “Vá, mas Volte”, “Garota Solitária”, “Falhaste Coração”, “Gente Humilde”, “A Noite e a Despedida”, entre outros.

Tributo Angela Maria 90 anos - Um desfile de belas vozes

O “Tributo à Angela Maria” foi idealizado e produzido pela Hobi Club Produções Artísticas, empresa comandada por Daniel D’Angelo – viúvo da cantora, Rodrigo Giglio – empresário e diretor do fã clube, e Carlos Saade, além de amigos que acompanharam a carreira da artista considerada uma das melhores vozes do país.

Agnaldo Rayol, Adryana Ribeiro, Altemar Dutra Junior, Dudu Nobre, Edith Veiga, Markinhos Moura, Luiz Ayrão, Otavio Almeida, Sergio Reis e a esposa Angela, Rinaldo Viana e Vanessa Jackson mostraram suas grandes vozes.

Um show de gerações em homenagem a nossa Angela Maria. Um luxo.

Leia também Grandes atrações no Brasil Summer Fest 2019 em NY

Angela Maria

A cantora nasceu em 1929 no interior fluminense, em Macaé, no Rio de Janeiro, distrito de Conceição de Macabu. Em 1952 o distrito foi emancipado de Macaé. De família muito humilde, sua mãe era dona-de-casa e seu pai pastor de igreja evangélica. Por conta disso, desde criança cantava no coral de uma Igreja Batista próxima a sua casa e com isso foi aprendendo a amar a música e o universo das melodias. Durante sua infância e adolescência, devido a dificuldades financeiras, morou com a família nas cidades de Niterói, São Gonçalo e São João de Meriti, em busca de uma vida melhor em cidades com mais recursos. Durante sua juventude trabalhou em uma fábrica de lâmpadas e foi operária tecelã em uma indústria de tecidos, mas sempre quis ser cantora. Sonhava com a vida nas rádios e com o sucesso,mas seu pai era contra por ser muito religioso, querendo que a filha se convertesse na igreja evangélica e casasse cedo. Ângela não tinha o desejo de viver assim, e foi atrás do seu grande sonho, que era cantar.[5]

Angela sempre contou em entrevistas ter sofrido na vida pessoal. Nunca pode ter filhos, por problemas em seu útero, que ela descobriu ter ainda na adolescência. Foi constantemente alvo da mídia, que sempre tocava no assunto ou inventava boatos a deixando magoada, pois ela sempre quis ser mãe. Apesar de ter feito inúmeros tratamentos, nunca conseguiu engravidar. A cantora foi casada seis vezes e teve muitos namorados, e revelou que sempre sofreu na mão de todos eles com humilhações e até agressões físicas. A cantora revelou também que certa vez já tentou o suicídio. Contou que quase perdeu tudo, já que seu patrimônio era administrado por seus assessores, que não pagavam suas contas e a roubavam constantemente. Em 1967, desesperada com sua vida, foi para São Paulo, porém continuava a topar com empresários golpistas e namorados ladrões. Apesar de ter ficado muito tempo vivendo em grande pobreza, cantando em boates e tendo que complementar a renda fazendo faxina para sobreviver, deu a volta por cima anos depois. Angela Maria revelou que seu melhor amigo sempre foi Cauby Peixoto e que tinha uma grande admiração por Dalva de Oliveira.[6]

Em 1979, com 50 anos, conheceu um homem que mudaria sua vida: Um rapaz de dezoito anos que mexeu com seu coração. Ele era noivo. Porém o garoto, chamado Daniel D’Angelo, gostou de Angela, abandonou a noiva e os dois passaram a ter um envolvimento amoroso intenso. Daniel a ajudou quando sofreu um novo golpe, lhe arranjando trabalhos. Eles foram morar juntos com poucos meses de namoro, até que em 13 de maio de 2012, no dia do seu aniversário de 83 anos (e ele com 51) casaram-se oficialmente, no civil e na igreja. Ela foi pedida em casamento dias antes, e aceitou. Embora tenha sido pedida outras vezes, nunca quis se casar oficialmente, até aquele momento. A celebração do casamento foi realizada com uma grande festa para os familiares e amigos. Angela dizia que ele havia sido o único homem que lhe fez verdadeiramente feliz. A cantora era casada com Daniel desde 1979 e adotaram quatro filhos: Ângela Cristina, Lis Ângela, Rosângela e Alexandre.[7]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here