Profissionais das novas gerações no mundo VUCA

Como os novos entrantes no mercado de trabalho podem ser geridos e capacitados no cenário VUCA.

Na perspectiva do Mundo VUCA, a sociedade e o mercado estão em constante mudança. A aceitação de modificações sociais é epidêmica, partindo de pequenas células e se espalhando por uma reação em cadeia.

Sendo assim, as gerações mais jovens, com menos repertório de vida, acabam sendo as early adopters do que, de certa forma, o mundo está vivendo e está por viver.

O comportamento absorvido pelas gerações mais jovens tende a ser adotado, posteriormente, por toda a sociedade. Em compensação, começa pelo recorte populacional de quem tem menos repertório e menos barreiras.

Acrônimo inglês VUCA

O acrônimo inglês VUCA vem ganhando destaque nos últimos anos em relatórios comportamentais pelo mundo.

De acordo com o artigo da Harvard Business Review , VUCA é o diminutivo para volatilidade (Volatility), incerteza (Uncertainty), complexidade (Complexity) e ambiguidade (Ambiguity) que traduz uma frase que você já deve ter ouvido inúmeras vezes: “o mundo está muito louco”.

Na prática, é quando o hoje traz tantas mudanças que o ontem já parece antigo demais.

A questão que chama atenção de líderes corporativos e profissionais de RH é que as estratégias tradicionais de empresas não foram desenhadas para os desafios do VUCA – tanto para estabelecer relações vantajosas com consumidores, quanto no gerenciamento e capacitação de equipes profissionais.

Enquanto os forecasts mais tradicionais de administração analisavam o passado para prever o futuro, em um mundo incerto e volátil isso já não é mais possível através de um pensamento linear, segundo Alessandra Andrade, especialista em empreendedorismo e vice presidente da Associação Comercial de São Paulo.

Esse tipo de análise, em uma empresa direcionada por dados, torna-se apenas uma das variáveis a ser estudada.

Por tanto, a capacidade de interação com sistemas e de adaptação a novas tecnologias e cenários podem ser grandes diferenciais para o mundo dos negócios no cenário VUCA.

E é a partir dessa capacidade que Millennials e a Geração Z podem ganhar destaque no mercado de trabalho.

Profissionais das novas gerações no mundo VUCA

Profissionais das novas gerações no mundo VUCA

 

GERAÇÕES DE DESTAQUE

Millennials são pessoas que nasceram entre os anos 80 até meados dos anos 90. Têm um comportamento particular que as fizeram se distinguir da geração anterior, a Geração X.

Os membros dessa geração são, geralmente, muito otimistas, trabalhadores, ambiciosos e com a capacidade de pensar “fora da caixa” para buscar novas oportunidades relacionadas à vida profissional.

Já a Geração Z abrange pessoas que nasceram a partir de 1995 até 2012. Os membros dessa geração são nativos digitais e estão sempre conectados a múltiplas plataformas de informação, principalmente redes sociais.

Esse comportamento transforma a relação com as empresas, pois agora os nativos digitais confiam muito mais nas avaliações online de amigos ou influenciadores das mídias sociais do que na de vendedores de uma loja ou nos recrutadores de uma marca.

Se os Millennials são pioneiros digitais, os membros da Geração Z são nativos digitais. A relação dessas duas gerações com o acesso à tecnologia, com a internet e as redes sociais é muito forte. E é essa característica que é um dos diferenciais para seu protagonismo no mercado atual.

OS JOVENS NÃO SÃO MAIS OS MESMOS

Observando a sociedade nos últimos 100 anos, é possível notar que esse destaque das gerações mais jovens no mercado de trabalho é absolutamente natural. Afinal, são elas que sempre foram as principais propulsoras das mudanças.

Depois que a internet proporcionou um amplo e formidável acesso à informação, fica evidente que as gerações mais jovens ganharam “superpoderes” com a possibilidade de saber tudo sobre qualquer coisa, a capacidade de comunicação global e a funcionalidade de relacionamentos ilimitados.

O super-homem de Nietsche finalmente chegou, mas é parte smatphone. Contudo, algo diferente acontece com os jovens na atualidade. Existe uma ambiguidade nas atitudes de Millennials e da Geração Z que limita seu papel de liderança sobre mudanças no mercado.

Millenials oscilam entre uma indiferença silenciosa e até passiva diante de tantos desafios, até emergirem em furiosas críticas nas redes sociais, expondo toda indignação por não sentirem que suas expectativas são alcançadas.

Tudo enquadrado em uma explosiva manifestação de ansiedade crônica, que longe de ser a grande impulsionadora de atitudes – e que dessa forma, serviu muito bem às gerações mais veteranas – passou a ser um agente paralisante, impedindo, até agora, que a Geração Millennials seja a grande protagonista do mundo VUCA, conforme apontado por Sidney Oliveira em sua coluna para Exame.

Profissionais das novas gerações no mundo VUCA

Profissionais das novas gerações no mundo VUCA

Enquanto os Millennials perdem seu protagonismo, a Geração Z já está impactando a cultura organizacional de diversas empresas. Diferentemente dos seus antecessores, a Geração Z tornou-se menos idealista e mais pragmática, permitindo uma breve visão de como será o futuro do trabalho.

De acordo com um estudo realizado pela McKinsey em parceria com a Box 1824, os jovens da geração Z valorizam a expressão individual e rejeitam rótulos. Mobilizam-se em comunidades por diferentes causas nas quais acreditam.

Apostam no diálogo como a maneira de resolver conflitos e melhorar o mundo. E, por fim, são altamente analíticos e pragmáticos ao tomar decisões e relacionar-se com organizações. Seus membros almejam atuar em empresas que possuam um propósito claro (“purpose-driven”) que lhes possibilitem se conectarem de alguma forma e devolverem algo para a sociedade.

Por causa do cenário instável em que cresceram, eles também esperam uma contrapartida das empresas que os deixe mais seguros.

Em compensação, os jovens da Geração Z não conseguem se conectar a estruturas fixas como horários de trabalhos ou posições de hierarquia.

Além disso, são pessoas muito ativas e determinadas a trazerem as mudanças que acham necessárias, o que gera um grande impacto para profissionais das gerações anteriores.

Profissionais das novas gerações no mundo VUCA

Profissionais das novas gerações no mundo VUCA

COMO GERIR AS NOVAS PROMESSAS DO MERCADO

Apesar dos diferentes traços e visões profissionais, grande parte dos jovens de ambas gerações, principalmente aqueles que usufruem de uma boa infraestrutura pessoal, tem adotado uma postura arrogante e negligente diante da realidade.

Mesmo possuindo absurdo acesso às informações, não se aprofundam, contentando-se apenas com a superficialidade dos dados e rapidez.

Profissionais das novas gerações no mundo VUCA

 

Por isso, gestores e líderes que querem capacitar suas equipes com novos talentos devem ter em mente algumas diretrizes no cenário VUCA:

O mundo é VOLÁTIL

Não há espaço para expectadores críticos passivos como grande parte dos Millennials. É necessário fazer algo com essa volatilidade.

Quem compreender a natureza volúvel e dinâmica das mudanças, assim como a velocidade inconstante, terá mais chances de enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades que estão por vir.

Entretanto, é necessário adequar os impulsos de membros da Geração Z para produzir um efeito harmônico dentro de uma cultura organizacional com elementos de diferentes gerações.

O mundo é INCERTO

Não dá para sustentar uma atitude arrogante de muitas certezas. É necessário mostrar aos jovens profissionais que eles devem se preparar para saber como lidar com hipóteses e fatos desconhecidos. A previsibilidade acabou.

Os padrões de sucesso do passado são destruídos em poucos instantes diante de novas abordagens. A arrogância de ambas as gerações pode, muitas vezes, ser seu calcanhar de Aquiles. E é o papel de um líder fortalecer esse calcanhar com diferentes perspectivas.

O mundo é COMPLEXO

Não existe mais um cenário que possibilite declarações no lugar de ações. Falar sobre o que os outros deveriam fazer quando poderia simplesmente fazer é algo que não se sustenta mais.

Por isso, talentos devem ser usados para simplificar a complexidade e usufruir dos resultados de suas ações.

Devem ser encorajados a tomarem atitudes que vão além dos discursos, agindo em sinergia com as diretrizes da sua empresa.

O mundo é AMBÍGUO

Nele existem diversas formas de ver as coisas. A realidade vive em intensa transformação dos significados diante de novos panoramas. Não há mais soluções específicas, por isso é vital fazer uma escolha e absorver as consequências.

Decidir em um contexto ambíguo é, primordialmente, um incrível ato de coragem. Sendo assim, é importante estar aberto a cometer erros. E estar aberto a escutar opiniões alheias

O MUNDO VUCA FICA AINDA MAIS VUCA

O mundo profissional fica ainda mais volátil, incerto, complexo e ambíguo com a entrada e amadurecimento de trabalhadores das novas gerações.

Saber liderar e capacitar esses profissionais pode ser um grande diferencial competitivo para o sucesso de diferentes empresas.

Aos líderes de cada área e, especialmente, aos profissionais de RH, caberá se adequarem às necessidades de jovens talentos a fim de não gerarem conflitos com outras gerações e, ao mesmo tempo, não desestimular o desenvolvimento desses novos entrantes.

 

Fotos: Divulgação / Arquivo Pessoal

Fonte: Divulgação

Não deixe de ler: A importância do Marketing Digital em tempos de crise

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here