Presidente reafirmou seu compromisso com a Constituição.

O presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento à nação.

Dessa forma, na noite de hoje (7), dia da Independência da República, ele reafirmou o compromisso com a Constituição e com a preservação “da soberania, democracia e liberdade, valores dos quais nosso país jamais abrirá mão”.

“A independência do Brasil merece essa comemoração através dos nossos lares,  assim como, em nossos corações.

A independência nos deu portanto, a liberdade para decidir nossos destinos e a usamos para escolher a democracia.

Formamos um povo que sob o mesmo ponto de vista,  acredita poder fazer melhor.

Somos uma nação temente a Deus que respeita a família e que ama a sua pátria.

Orgulho de ser brasileiro”, disse o presidente.

Presidente reafirmou seu compromisso com a Constituição

Ainda no pronunciamento, Bolsonaro afirmou que, desde a independência, o Brasil dizia ao mundo que não seria submisso a qualquer outra nação e os brasileiros não iriam abdicar da liberdade.

O presidente ressaltou a participação da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na luta contra o nazismo e o fascismo e também destacou a miscigenação dos brasileiros.

“A identidade nacional começou  com a miscigenação entre índios, brancos e negros.  Posteriormente, ondas de imigrantes se sucederam trazendo esperanças que em suas terras haviam perdido.

O Brasil desenvolveu outrossim, o senso de tolerância, os diferentes tornavam-se iguais. O legado dessa mistura é um conjunto de preciosidades culturais, étnicas assim como, religiosas.

Que foram justamente, integradas aos costumes nacionais e orgulhosamente assumidas como brasileira.”

Presidente reafirmou seu compromisso com a Constituição
O presidente da República, Jair Bolsonaro em pronunciamento nacional

Sobre a CF:

A Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é inicialmente, a lei fundamental e suprema do Brasil.

Servindo dessa forma, de parâmetro de validade a todas as demais espécies normativas, situando-se no topo do ordenamento jurídico.

 Foi aprovada sob o mesmo ponto de vista, pela Assembleia Nacional Constituinte em 22 de setembro de 1988 e promulgada em 5 de outubro de 1988.

 

Fonte: Por Agência Brasil – Brasília Edição: Juliana Andrade

Foto: TV Brasil

Leia também: Maior evento mundial para escritores brasileiros

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here