Festival de Finos Filmes chega online à sétima edição.  O festival, criado e dirigido pelo cineasta Felipe Poroger, terá curtas-metragens como pontos de partida para debates sobre política, cultura, identidade, filosofia e outros.

Assim, em seis dias de festival, serão seis debates. Todos os debates acontecerão no canal de YouTube do MIS – Museu de Imagem e do Som de São Paulo. (youtube.com/missaopaulo).

Ana Maria Gonçalves, Lázaro Ramos, Isabela Reis, Alice Marcone, Dina Alves, Helena Ignez, Sarah Oliveira, Eliane Caffé, Eugênio Bucci, Sthefany de Paula, Yasmin Santos, Christiane Jatahy, Michel Laub, Silvana Bahia, bem como, Rita Mattar, João Paulo Miranda, Laís Bodanzky, Pastor Henrique Vieira são alguns dos nomes confirmados para debates.

Portanto, cada debate será vinculado a uma instituição que precise de doações. Os internautas serão incentivados a fazer uma doação diretamente na conta deles. Como são seis debates, haverá parceria, ou seja, com seis instituições. 

Será um festival de cinema beneficente.

 A princípio, nesta edição, o Festival de Finos Filmes inaugura o Atelier Finos Filmes. Cinco curta-metragistas – Camila Kater, Gabriel Pereira, Bruno Moreschi, Rafaela Camelo e William de Oliveira -, foram selecionados para participar de um atelier durante o evento, com a presença de produtores e diretores renomados, que possam orientá-los na realização de seu próximo projeto audiovisual. Assim, os cinco participarão de encontros virtuais, privados, com profissionais da área.

Dos seis debates previstos no Festival, um deles será sobre cinema e assinado pelo Atelier: João Paulo Miranda, diretor de “Casa de Antiguidades”, selecionado para a Competição Oficial de Cannes 2020, conversa com a presidente da Spcine, Laís Bodanzky, sobre a situação atual do cinema brasileiro.

Dessa forma, concluímos que a seleção do VII Festival de Finos Filmes é composta por 13 curtas-metragens, escolhidos dentre mais de 200 enviados durante período de inscrição. Todos os filmes estarão disponíveis no Spcine Play a partir de 25/06.

Dentre os escolhidos, curtas de São Paulo, Pernambuco, Santa Catarina, Minas Gerais e Distrito Federal.

Festival de Finos Filmes chega online à sétima edição

Os debates e filmes são:

30/6, 20h, terça – Ana Maria Gonçalves e Lázaro Ramos, com mediação de Isabela Reis. Debate a partir dos filmes “Sem Asas” (Renata Martins) e “A Morte Branca do Feiticeiro Negro” (Rodrigo Ribeiro).

1/7, 18h, quarta

Dina Alves, Helena Ignez e Alice Marcone, com mediação de Sarah Oliveira. As quatro falam sobre corpo e liberdade, a partir dos filmes “Carne” (Camila Kater), “Liberdade é uma Palavra” (Stephanie Ricci) e “Bonde” (Asaph Luccas).

2/7, 18h, quinta

Eliane Caffé, Eugênio Bucci e Sthefany de Paula, com mediação de Yasmin Santos. Falam sobre produção de imagens e filmes como instrumento de resistência, a partir de “Imagens de um Sonho” (Leandro Olímpio) e “Conte Isso Àqueles que Dizem que Fomos Derrotados” (Aiano Bemfica, Camila Bastos, Cristiano Araújo, Pedro Maia de Brito).

3/7, 18h, sexta

Christiane Jatahy, Michel Laub e Silvana Bahia, com mediação de Rita Mattar, discutem arte, memória e tecnologia a partir do filmes “Recoding Art” (Bruno Moreschi, Gabriel Pereira), “Luis Humberto: O Olhar Possível” (Mariana Costa, Rafael Lobo) e “Sangro”(Tiago Minamisawa, Bruno Castro e Guto BR).

4/7, 15h, sábado – Dia dedicado ao Cinema Brasileiro

Debate com João Paulo Miranda, diretor de “Casa de Antiguidades”, selecionado para a Competição Oficial de Cannes 2020. Mediação da presidente da Spcine, Laís Bodanzky. Dessa forma, os dois falam sobre o filme de João e a situação do cinema brasileiro atual. Convidados surpresa, ligados ao cinema nacional, aparecerão nessalive.

5/7, domingo, 15h

Pastor Henrique Vieira fala sobre tempo e política, a partir dos filmes “Aos Cuidados Dela” (Marcos Yoshi), “Baile” (Cintia Domit Bittar) e “Guaxuma” (Nara Normande). Mediação de Felipe Poroger.

Direção Geral do Festival: Felipe Poroger
Produção Executiva: Felipe Poroger, Fernando Sapelli e Gabriela Boeri
Criação e Coordenação do Atelier Finos Filmes: Fernando Sapelli e Gabriela Boeri

 

Felipe Poroger

Cineasta, formado em Filosofia, mestrando em Arquitetura, ambos pela USP. Felipe realizou seis curtas-metragens, que passaram por mais de 80 festivais, como Brasília, Rio, Gramado, É Tudo Verdade, Mar del Plata, Palm Springs, bem como, Olhar de Cinema, além de sessões  especiais na Cinemateca de Paris, Harvard University.

Então, como roteirista, assinou “Sob o Véu da Vida Oceânica”, dirigido por Quico Meirelles, vencedor de Melhor Curta Nacional no 25º AnimaMundi.

Articulista, já teve mais trinta textos publicados em veículos como Folha Ilustríssima, Folha Ilustrada, CartaCapital e Nexo.

Fernando Sapelli

Produtor executivo, formado em Cinema e Novas Mídias, assim como Artes Dramáticas pela Universidade da Califórnia, Santa Barbara.

Em Los Angeles, trabalhou na produtora Appian Way, de Leonardo Di Caprio, e na Sony Pictures Television.

Em 2014, fundou a produtora Claraluz Filmes. Já produziu longas, como “Exodus – De Onde Eu Vim Não Existe Mais” (2016) e “Alguma Coisa Assim” (2017).

Em 2018, co-fundou a Fetiche Features, através da qual está co- produzindo a série “Boca a Boca”, para o Netflix. Fernando é um dos realizadores da residência de roteiros Base.

Gabriela Boeri

Cineasta, co-diretora do “DOIS” – produzido pela Mar Filmes – e formada pelo Ateliers du Cinéma, residência artística criada pelo diretor Claude Lelouch. Assim, na França, trabalhou nos últimos dois filmes de Lelouch e agora integra equipe de pesquisa do próximo longa do produtor David Rosier. Seu próximo projeto como diretora é “La Parle”, uma co-produção Brasil- França, em pós-produção.

 

Festival de Finos Filmes chega online à sétima edição

 

Fotos: Divulgação / Arquivo Pessoal

Fonte: Divulgação

1 COMENTÁRIO

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here