A marca italiana Bvlgari lança e-commerce no Brasil. Bvlgari lança e-commerce no Brasil e mostra potencial de crescimento do país no varejo digital

A marca italiana Bvlgari lançou, no final de outubro, a primeira loja virtual da marca em território brasileiro. O objetivo da empresa que vende produtos de luxo é aproveitar a recente expansão do varejo digital ao redor do mundo e, principalmente, no Brasil. Com um aumento nas vendas de quase 50% neste ano, o e-commerce brasileiro mostra um grande potencial de crescimento para o futuro.

No anúncio oficial do lançamento do site brasileiro, a Bvlgari confirmou que a loja digital também chega em outros seis países: Coréia do Sul, Emirados Árabes, França, Itália, México e Singapura. Assim, a luxuosa marca consegue expandir os negócios para quase todos os continentes, ficando de fora apenas da África. A Bvlgari já contava com lojas virtuais em países como os Estados Unidos, a Austrália e a Alemanha.

Essa iniciativa não é nenhuma surpresa, pois o varejo digital é um dos mercados que mais cresce em todo mundo, inclusive no Brasil. Segundo pesquisa realizada pela Ebit|Nielsen, o crescimento do e-commerce brasileiro no primeiro trimestre de 2020 foi de 47%, e atingiu um faturamento de R$ 38,8 bilhões. Além disso, as vendas durante o feriado da Páscoa bateram recorde e aumentaram em 377%, se comparado com os números de 2019.

A marca italiana Bvlgari lança e-commerce no Brasil

A marca italiana Bvlgari lança e-commerce no Brasil

Assim, as lojas virtuais estão no caminho de se consolidarem no Brasil, e vão contar com cada vez mais investimento neste setor do Governo. A criação da plataforma Pix, lançada oficialmente em junho deste ano, promete facilitar os pagamentos online e, como consequência, ajudar ainda mais as empresas que estão apostando tudo no varejo digital, seja um nome grande como a da Bvlgari ou então de alguma loja mais convencional.

Novos consumidores

Um dos principais objetivos do varejo digital é conseguir convencer cada vez mais pessoas a comprarem em lojas virtuais. Em 2020, por exemplo, o número de novos clientes em sites de e-commerce atingiu cerca de 45% das vendas. Ou seja, quase metade das pessoas que estão comprando nas lojas virtuais ainda não conheciam, ou não confiavam, nesse tipo de serviço. Fazer esse número crescer, ou ficar constante, é um dos objetivos para o futuro.

Uma das tarefas mais complicadas para qualquer empresário, seja no comércio físico ou digital, é conseguir chamar a atenção de novos clientes. Por isso, o investimento em propaganda e divulgação é tão grande, principalmente nos dias atuais. A internet abriu um mundo de possibilidades, e as marcas costumam explorar diferentes ações virtuais, desde desconto até frete grátis, com o objetivo de alcançar cada vez mais público.

Alguns exemplos podem explicar um pouco como isso funciona. A plataforma de delivery Ifood, uma das maiores do mercado, possui um código de desconto especial, no valor de R$ 15, para quem está realizando o primeiro pedido pelo aplicativo ou site. Essa forma de desconto inicial também é comum nos jogos online. Algumas plataformas de cassino, como a Casinos.pt, possuem bônus sem depósitos de boas-vindas para os novos usuários que estão se cadastrando para jogar. A Uber é outro serviço que oferece desconto, cerca de 15%, para quem usa o serviço de carona privada pela primeira vez.

A marca italiana Bvlgari lança e-commerce no Brasil

A marca italiana Bvlgari lança e-commerce no Brasil

As lojas virtuais também costumam usar diferentes formas desse marketing digital. A própria Bvlgari, por exemplo, anunciou que, nestes primeiros meses de funcionamento da loja virtual, vai doar porcentagem das vendas dos itens de luxos para o instituto Amigos da Oncologia e Hematologia (AMIGOH). Apesar de ser uma atitude importante e nobre, também é uma forma de divulgar a marca pela boa ação. Algo que outras empresas do mesmo setor costumam fazer.

Mercado de luxo

Além do crescimento no e-commerce, a iniciativa da Bvlgari no Brasil também é justificada pela expansão no mercado de luxo em 2019, mesmo com o país passando por uma crise financeira. No ano passado, o crescimento foi de 26% e a expectativa para o futuro é de que essa categoria consiga movimentar quase R$ 30 bilhões. Ou seja, é uma oportunidade única para a marca de luxo começar a vender por aqui.

Uma das expectativas é que o Brasil volte a ser o principal mercado de luxo da América Latina, um posto que tinha em mãos até 2014. Atualmente, o México é quem lidera neste quesito, mas o crescimento brasileiro de quase 4% anuais deve ser o suficiente para que, em 2021, volte a liderar o setor.

A chegada da Bvlgari é uma notícia importante para o e-commerce brasileiro, seja no mercado de luxo ou convencional. A verdade é que o país dá sinais de crescimento no varejo digital e isso pode fazer com que a economia cresça com alguma dinâmica. As novas tecnologias estão impactando nossas vidas diariamente, e os números mostram isso principalmente quanto ao consumo.

 

 

 

 

Fotos:  Unsplash / Acervo Pessoal

Fonte: Rodrigo Carlos / Assessoria de Imprensa

Não deixe de lerPor que é tão difícil voltar a praticar atividade física?

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here