Rede de Bancos de Alimentos Combate o Desperdício

O governo federal instituiu a Rede Brasileira de Bancos de Alimentos e seu comitê gestor para o fortalecimento e a integração da atuação desses bancos no país.

0

Rede de Bancos de Alimentos Combate o Desperdício

Governo cria Rede de Bancos de Alimentos para combater desperdício. Decreto foi publicado hoje no Diário Oficial.

O governo federal instituiu a Rede Brasileira de Bancos de Alimentos e seu comitê gestor para o fortalecimento e a integração da atuação desses bancos no país. Assim, o decreto foi publicado hoje (18) no Diário Oficial da União.

Dessa maneira, o objetivo da rede é “contribuir para a diminuição do desperdício de alimentos no país e para  garantir os direitos humano à alimentação adequada”.

Além disso, a rede deverá atuar na promoção da troca de experiências e qualificação dos bancos de alimentos e no fomento de pesquisas e de ações educativas à segurança alimentar e nutricional.

Rede de Bancos de Alimentos Combate o Desperdício

Rede de Bancos de Alimentos Combate o Desperdício

Os bancos de alimentos são estruturas físicas ou logísticas que fazem captação ou recepção e distribuição gratuita de alimentos doados pelos setores público ou privado, para serviços de assistência social e instituições de ensino, por exemplo. Portanto, podem participar da rede os bancos sob a gestão dos entes federativos, das centrais de abastecimento, bem como, dos serviços sociais autônomos e das organizações da sociedade civil.

Dessa forma, o comitê gestor da rede funcionará no âmbito do Ministério da Cidadania. E será composto por um membro deste ministério, que o presidirá\:

  • um da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa),
  • um da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab),
  • três de bancos de alimentos sob gestão pública,
  • três de organizações da sociedade civil que atuem como bancos de alimentos e um do Serviço Social do Comércio (Sesc).

Por fim, haverá uma chamada pública para selecionar as entidades públicas. E, também, as organizações da sociedade civil que terão direito ao mandato de quatro anos no comitê gestor
 

Edição: Lílian Beraldo

Fotos: Divulgação / Acervo Pessoal

Fonte: Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Leia ainda: Audiência do Instagram já é 31% maior que a do Facebook

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here