Rainhas do Valongo, berço de riqueza cultural

Hoje toda a região faz parte do bairro Saúde no centro. O nome Valongo desapareceu gradativamente persistindo até hoje apenas no Jardim Suspenso do Valongo, no Observatório do Valongo e no Cais do Valongo (tombado pela UNESCO em 2017) .

0

Valongo era o nome de uma antiga enseada na cidade do Rio de Janeiro

Hoje toda a região faz parte do bairro Saúde no centro. O nome Valongo desapareceu gradativamente persistindo até hoje apenas no Jardim Suspenso do Valongo, no Observatório do Valongo e no Cais do Valongo (tombado pela UNESCO em 2017) .

No século XVIII passou a ser usada por mercadores de pessoas escravizadas mas o que se ressalta imperativamente é a riqueza cultural que a cidade e o Brasil ganhou naquele lugar.

Rainhas do Valongo, berço de riqueza cultural

Músicas, danças, crenças, comidas (como as casas de angú), estilo de vida eram lapidados ali naquela enseada tão repleta de história.

O Valongo tornou-se forte culturalmente mesmo com o descaso de muitas autoridades. Por isso o lugar ainda tem sua magia particular.

Como berço de riqueza cultural e que jamais poderá ser esquecida acredito que o Valongo merece respeito e SIM muito glamour que venho ressaltar neste editorial através dos diferentes toques étnicos nos nove modelitos com tecidos super wax vindos da Nigéria, Congo e Benin.

Os distintos estilos e formas de amarrar os turbantes denotam a riqueza da miscigenação do Valongo.

Vestidos amplos mas também bem marcados relembrando rainhas de cortes e tribos da África.

SIM !!! As rainhas da África estão aqui no Valongo!!

Cores e prints muito diversificados que simplesmente fazem lembrar a África toda.

Os acessórios foram cuidadosamente criados para o editorial das rainhas pela estilista Adriana Aguiar que sabiamente trouxe o luxo da África nos brincos, braceletes, anéis e colares.

Toda sua coleção feita à mão em alumínio enriqueceu os modelitos e brilhosamente ela criou o “anel da tribo” que é masculino e feminino.

                                           Rainhas do Valongo, berço de riqueza culturalLindas modelos foram escolhidas:

  • Joyce Souza, Thai Rodrigues, Ana Pérola, Brenda Dias, Dandara Bispo, Luara Lino,
  • Dani Cerqueira, Tuany de Paula
  • e Vitória Teixeira que foram cuidadosamente fotografadas por Allan Sampaio, Rômulo Albert e Northon Duarte.

Carinhosamente maquiadas por: Flávia Café, Daysa Lauren, Dandara Bispo e Cris Dias.

Tivemos como suporte a ajuda de Jaqueline Duarte que supervisou todo backstage.

E impressionantemente dirigido pelo cinegrafista e fotógrafo Michael Andrade que como um mestre criativo liderou a equipe e driblou a chuva, as goteiras e as condições precárias do espaço.

Deem só uma olhada no teaser no ensaio que ele nos preparou.

https://www.youtube.com/watch?v=Qjj3HPjpho4

Nossa locação foi nas ruínas dos Filhos de Gandhi na histórica rua Camerino.

O local foi cedido com carinho, pois, como eles mesmos dizem: o espaço Filhos de Gandhi é de todos!

Pudemos assim usufruir dos instrumentos como parte do cenário mas sobretudo das paredes datadas ainda da época imperial.

Cinco meses de preparação.

Muito estudo do local e um desejo que nasceu no coração de dar o grito do meu jeito de que o Valongo é um dos berços culturais mais ricos do Brasil.

Agora é só apreciar o resultado de um trabalho desenvolvido com amor, dedicação, respeito e união.

Editorial Rainhas do Valongo by Marisa de Oliveira

 

Leia também: Vernissage de Neura Costa na Saphira& Ventura Gallery

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here