Produto evita contágio e propagação de vírus. Empresa de Alphaville desenvolve produto que evita contágio e propagação de vírus em locais públicos

Chega ao mercado brasileiro o “100TOK”, peça fabricada em nylon, desenvolvida pelo empresário Hermes Santos, instalada em portas para que se evite o toque em maçanetas.

Em diversas viagens ao mundo, o empresário conheceu o “puxador” usado para abertura de portas em locais públicos e trouxe a ideia para o Brasil, cujo projeto seria desenvolvido em um futuro próximo.

O empresário que já havia colocado seus funcionários de quarentena, resolveu reabrir uma parte do parque fabril, em Alphaville (São Paulo), e antecipar a fabricação do “100TOK”, mediante à pandemia do Coronavirus |COVID-19 e a proliferação do contágio no Brasil.

A estimativa é produzir 2000 mil peças dia e fornecer principalmente para as redes hospitalares e de saúde.

Produto evita contágio e propagação de vírus

Produto evita contágio e propagação de vírus

Segundo Hermes Santos,  esta peça é muito utilizada em redes de fast foods na Ásia e Europa e em locais de alto tráfego de pessoas.

Assim, o empresário afirma que o “100tok” é uma solução para evitar contágios de vírus e bactérias, não só neste momento de pandemia do COVID-19.

“Já estava no meu planejamento fabricar este produto no Brasil para o mercado corporativo, hoteleiro, hospitalar, gastronomia.

E, assim, para locais onde há grande fluxo de pessoas circulando como aeroportos, rodoviárias, museus, universidades”, diz Hermes Santos.

“Infelizmente, o cenário atual, me fez adiantar os investimentos e começar a produzir o mais rápido possível para atender a demanda”, conclui o empresário.

Dessa forma, o “100Tok” é um puxador de fácil instalação na parte inferior de portas e portões de áreas públicas.

A abertura da porta é feita pelo pé sem a necessidade de se usar as maçanetas que são peças altamente contagiosas.

Produto evita contágio e propagação de vírus

Fonte:Claudia Campos

Fotos: Divulgação / Arquivo Pessoal

Leia ainda: Autocoleta domiciliar para detecção da COVID-19

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here