Anúncio Na Mídia

Homenagem à escritora Maria Alice Barroso. Por iniciativa do Desembargador Marcus Faver  e com apoio de um grupo de intelectuais naturalmente, será inaugurado no dia 17 de novembro, na Praça principal de Miracema, um busto da escritora Maria Alice Barroso.

A escritora Maria Alice Barroso foi igualmente, diretora da Biblioteca Nacional e do Arquivo Nacional.

Assim como,  ganhadora de diversos prêmios literários, inclusive o Walmap.

Maria Alice será dessa forma, homenageada pela Universidade de Salamanca, na Espanha.

Em resumo, será lá, onde a professora e historiadora brasileira, Ana Lucia Lima Costa, analisará o seu livro  “Quem matou Pacifico“ no dia 12 de novembro, por exemplo.

Homenagem à escritora Maria Alice Barroso

Homenagem à escritora Maria Alice Barroso

Sobre Maria Alice Barroso

Maria Alice Giudice Barroso Soares nasceu na cidade do Rio de Janeiro, no ano de 1926 e,  ainda muito criança, mudou-se para a cidade de Miracema, igualmente.

Jornalista e igualmente escritora, durante sua trajetória profissional ganhou dois Prêmios Esso  de Jornalismo e teve notoriedade no Brasil e no exterior com seus livros.

Outrossim, faleceu em 12 de outubro de 2012, em Juiz de Fora, aos 86 anos, em consequência de um infarto.

Formada em biblioteconomia, ainda dirigiu o Instituto Nacional do Livro, a Biblioteca Nacional e o Arquivo de Informação.

Lançou seu primeiro livro “Os Posseiros”, na década de 50, que lhe rendeu elogios de Jorge Amado e uma publicação na antiga União Soviética com 200 mil exemplares.

Em 1967, publicou o romance Um Nome Para Matar, o primeiro do “Ciclo Parada de Deus”, que lhe deu o Prêmio Walmap.

Homenagem à escritora Maria Alice Barroso

Em 1969, publicou o livro Quem matou Pacífico?, o segundo do “Ciclo Parada de Deus” que virou filme do cinema nacional com Jece Valadão, Jofre Soares e Ruth de Souza.

Homenagem à escritora Maria Alice Barroso

Foi agraciada com o prêmio Jabuti no ano de 1989.

Conclusivamente, a maior honraria da literatura nacional, com A Saga do Cavalo Indomado, também um livro do “Ciclo”

Em dezembro de 2011, recebeu o Prêmio do Mérito Cultural Hermes Simões Ferreira do Conselho de Cultura de Miracema pelo conjunto de sua obra.

Ainda, deixou um livro no prelo no qual conta sua autobiografia: Meu destino de mulher.

Leia também: Claudia Cataldi entrevista Advogado Arnon Velmovitsky

Homenagem à escritora Maria Alice Barroso

 

 

 

 

Anúncio Na Mídia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here