Funkeira no desfile da Unidos do Porto da Pedra.  Anny Alves será uma Funkeira na Sapucaí.

Se no desfile da Unidos do Porto da Pedra a musa Anny Alves virá representando todas as baianas arretadas, no enredo que contará a história dessas mulheres fortes, na União da Ilha no Governador.

A baiana terá a missão de interpretar uma legítima carioca funkeira.

Isso porque pelo segundo ano, a professora de samba será destaque da escola insulana na ala Angels.

Funkeira no desfile da Unidos do Porto da Pedra
Funkeira no desfile da Unidos do Porto da Pedra

Em 2019, a ala foi um dos grandes destaques da escola que trouxe lindas mulheres vestidas como as Angels de uma conhecida marca de roupas e cosméticos, já em 2020, as gatas vão atravessar a Marquês de Sapucaí rebolando até o chão como funkeiras.

A escola dedicará o desfile a uma reflexão sobre os principais problemas que afetam a sociedade, notadamente a camada mais pobre da população, instalada nas comunidades da periferia – e outras que estão se formando nos espaços públicos, sejam parques, praças e prédios abandonados ou invadidos.

Fotos: Diego Mendes

Leia também: Faa Morena em badalado baile de máscaras

Funkeira no desfile da Unidos do Porto da Pedra.  Anny Alves será uma Funkeira na Sapucaí.

Se no desfile da Unidos do Porto da Pedra a musa Anny Alves virá representando todas as baianas arretadas, no enredo que contará a história dessas mulheres fortes, na União da Ilha no Governador.

A baiana terá a missão de interpretar uma legítima carioca funkeira.

Isso porque pelo segundo ano, a professora de samba será destaque da escola insulana na ala Angels.

Funkeira no desfile da Unidos do Porto da Pedra
 

Em 2019, a ala foi um dos grandes destaques da escola que trouxe lindas mulheres vestidas como as Angels de uma conhecida marca de roupas e cosméticos, já em 2020, as gatas vão atravessar a Marquês de Sapucaí rebolando até o chão como funkeiras.

A escola dedicará o desfile a uma reflexão sobre os principais problemas que afetam a sociedade, notadamente a camada mais pobre da população, instalada nas comunidades da periferia – e outras que estão se formando nos espaços públicos, sejam parques, praças e prédios abandonados ou invadidos.

Fotos: Diego Mendes

Leia também: Faa Morena em badalado baile de máscaras

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here