Anúncio Na Mídia

Brasileiros aumentam interesse por política após a pandemia. Brasileiros tiveram um aumento de 64% no interesse por notícias sobre política e governo durante a pandemia

Assim, atualmente, os olhos, ouvidos e cérebro dos internautas está focado em uma coisa: pandemia do Covid-19.

Portanto, no entanto, cada pessoa tem um viés que mais a interessa e, para os brasileiros, a política e o governo foram dois que mais tomaram sua atenção.

Esses dados foram adquiridos pela Taboola, plataforma líder em recomendação de conteúdo, em meio a sua série  “Moments of Next”.

Outrossim, onde conversou com 5.000 consumidores sobre suas preferências com relação a anúncios no ambiente digital.

É a primeira vez que a empresa compartilha novos dados de como conteúdo e notícias online relacionadas ao COVID-19 estão sendo consumidas nos últimos tempos, revelando mudanças no comportamento do usuário de forma geral ao redor do mundo.

Brasileiros aumentam interesse por política após a pandemia

Brasileiros aumentam interesse por política após a pandemia

Confira algumas dessas mudanças:

  1. Aumento de audiência nos sites de notícias 

Desta forma, desde que a OMS declarou o novo coronavírus uma pandemia, os dados de leitura e consumo de conteúdo da Taboola mostram que os publishers de notícias locais, no Brasil, viram um aumento no tráfego e no engajamento com o conteúdo em geral.

Ainda, incluindo um aumento de 19% em leitores únicos, 14% de aumento em page views e 63% de aumento no tempo gasto por página, em análises de médias diárias da última semana em comparação às semanas no período anterior à pandemia.

  1. As diferentes categorias de conteúdo apresentam comportamentos únicos

Globalmente, portanto, ao analisar os dados de consumo de notícias e conteúdo, das últimas 2 semanas em comparação às 10 semanas anteriores, encontramos diferentes panoramas de comportamento online, com destaque ao aumento significativo na quantidade de tempo gasto por página em diferentes categorias:

-notícias locais (40%), governo e política (37%), negócios (33%), tecnologia (40%), estilo de vida (44%), entretenimento (15%) e jogos (18%)

No Brasil, dessa forma, houve destaque em determinadas categorias como governo (64%), tecnologia (121%), negócios (46%), notícias locais (63%) e comida&bebida (54%).

Curiosamente, por exemplo, o país foi um dos únicos dentre os analisados a ter um aumento nessa última categoria.

  1. Os consumidores estão mais abertos às novas informações e anúncios em certas situações

Em geral, os melhores momentos em que as pessoas admitem estar abertas à novas informações, incluindo anúncios (os chamados “Moments of Next”), são:

    • 1. Antes de dormir (31%)
    • 2. Quando em uma pausa no trabalho (17.5%)
    • 3. No banheiro (16%)

Brasileiros aumentam interesse por política após a pandemia

Sobre a Taboola

A Taboola, a princípio,  ajuda as pessoas a descobrir o que é interessante e novo.

A plataforma e o conjunto de produtos da empresa, alimentados por um deep learning e o maior banco de dados de padrões de consumo de conteúdo na web aberta, são usados por mais de 20.000 empresas para atingir mais de 1,4 bilhão de pessoas por mês.

Os anunciantes usam a Taboola para alcançar sua audiência quando está mais receptiva a novas mensagens, produtos e serviços.

As propriedades digitais, incluindo publishers, operadoras de celular e fabricantes de celulares, usam a Taboola para impulsionar a monetização e o engajamento do público.

Algumas das propriedades digitais mais inovadoras do mundo têm um forte relacionamento com a Taboola, incluindo no Brasil:

  • Editora Globo, MSN, R7, Grupo Webedia, Abril, Terra,
  • entre outros mundo afora como CNBC, NBC News, USA TODAY, Huffington Post, Business Insider e The Independent.

A empresa está sediada na cidade de Nova York, com escritórios em 18 cidades em todo o mundo.

Fotos: Divulgação / Arquivo Pessoal

Fonte: Patricia Zylberman / Sherlock Comunicações

Não deixe de ler: Veja como preparar sua casa para uma pandemia

 

Anúncio Na Mídia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here