Anúncio Na Mídia

Ney Matogrosso em “Atento aos sinais”, sempre em forma faz show da turnê “Atento aos sinais”

Aos 72 anos,  Ney Matogrosso sempre em forma faz show da turnê “Atento aos sinais”, no Espaço das Américas.

O repertório escolhido pelo artista é inspirado no show da turnê ‘Atento aos Sinais’, que traz uma roupagem clássica e contemporânea.

Isto é, uma roupagem numa interpretação singular de compositores novos e consagrados:

Paulinho da Viola, Caetano Veloso, Itamar Assumpção, Criolo, Vitor Ramil, e outros.

Ney Matogrosso em “Atento aos sinais”

Mesclando canções em uma criteriosa seleção, o repertório inclui músicas como “Vida Louca” (Lobão), “Roendo as Unhas” (Paulinho da Viola), “Fico Louco” (Itamar Assumpção), e “Oração” (Dani Black), música que inspirou o título da turnê.

Leia ainda Claudia Cataldi agora é Hexa

Sobre Ney Matogrosso

Ney de Souza Pereira (Bela Vista, 1 de agosto de 1941), mais conhecido como Ney Matogrosso, é um cantor, compositor, dançarino, ator e diretor brasileiro. Ex-integrante dos Secos & Molhados (1973-1974), foi o artista que mais se sobressaiu do grupo após iniciar sua carreira solo com o disco Água do Céu – Pássaro (1975) e com suas apresentações subsequentes.

É considerado pela revista Rolling Stone como a terceira maior voz brasileira de todos os tempos e, pela mesma revista, trigésimo primeiro maior artista brasileiro de todos os tempos.

Embora tenha começado relativamente tarde, das canções poéticas e de gêneros híbridos dos Secos e Molhados ele passou a interpretar outros compositores do país, como:

  • Chico Buarque, Cartola, bem como, Rita Lee, Tom Jobim, construindo um repertório que prima pela qualidade e versatilidade.

Portanto, em 1983, completava dez anos de estreia no cenário artístico e já possuía dois Discos de Platina e dois Discos de Ouro, inclusive pela enorme repercussão da canção “Homem com H” de 1981.

Dessa forma, como iluminador de espetáculos, tem supervisionado toda a produção da área em suas próprias apresentações.

Também merece destaque seu trabalho de iluminação e seleção de repertório no show Ideologi ae Paratodos de Chico Buarque em 1993.

Assim, Matogrosso também tem atuado recentemente no cinema:

– estreou em 2008 no curta-metragem Depois de Tudo, dirigido por Rafael Saar, e no filme Luz das Trevas de 2009, dirigido por Helena Ignez.

Maquiagem cênica

Ou seja,  atribuem a sua maquiagem cênica e seu vestuário exótico desde os anos 70 uma certa mudança de conceitos sobre o comportamento masculino apropriado no Brasil.

Segundo Violeta Weinschelbaum, “o magnetismo de sua figura, a atração decididamente sexual que Ney Matogrosso produz sobre o palco é algo inimaginável.

“A biógrafa Denise Pires Vaz também escreve: “Dos cantores brasileiros, Ney Matogrosso é um dos poucos, senão o único, que pode merecer o título de showman

 

Anúncio Na Mídia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here