Não quero nem pensar que existem bactérias e outros bichos

Dezembro, janeiro, fevereiro, época de férias e de calor. Muitas vezes as pessoas escolhem praia ou um sítio para passar seus dias de descanso levando consigo toda a família.

Para tanto, a casa pode ser própria, alugada ou de amigos, porém a rotina é praticamente a mesma:

Início da viagem:

Assim, teremos a compra de supermercado. Isto é, geralmente se compra bem mais do que vai ser consumido. Consequentemente, levado pelo ímpeto e pela farra, além de saber que a conta, no final vai ser dividida entre os as várias famílias que vão junto com a sua.

Chegando com todos os produtos deparamos com o seguinte dilema:

Então, não existe geladeira suficiente para todos os produtos. Sempre um dos membros da família é chamado pois tem a fama de, com seu “jeitinho”, fazer caber tudo dentro da única geladeira existente . O pior é que ele realmente consegue, a coitada da geladeira fica totalmente entupida, qualquer retirada de produto será capaz de alterar todo o equilíbrio conseguido, nos obrigando a chamar esta pessoa novamente para nova reorganização.

Este entupimento da geladeira irá, sem duvida nenhuma, dificultar a capacidade de refrigeração existente e conseqüentemente diminuirá o tempo de vida dos alimentos, Porém , ninguém se importa, a cerveja estando bem gelada, o resto é indiferente.

Não quero nem pensar que existem bactérias e outros bichos

Não quero nem pensar que existem bactérias e outros bichos

Na manhã do dia seguinte, o primeiro a acordar (que é sempre o mesmo) vai comprar pãezinhos na padaria próxima, aproveitando para sempre trazer alguma novidade tipo pão de cará ou uma rosca doce. A mesa já está posta desde as 7:30 ou 8:00 Hs. O café da manhã é maravilhoso, composto de queijos, presunto (o recipiente contendo todas as fatias), requeijão, os pãezinhos (quentinhos), manteiga, margarina, leite (frio e quente), café, suco de laranja, ovos quentes, iogurte e algumas frutas. Reparem que vários produtos perecíveis estão colocados neste momento.

As pessoas vão acordando pouco-a-pouco, algumas as 9:00 outras as 10:00 e ainda outras, o pessoal que ficou acordado até mais tarde jogando baralho, a moçada que foi para a balada ou os pais que ficaram acordados esperando esta moçada, vão acordar após as 11:00 Hs. Todos vão sentando, comendo, manipulando, conversando sobre o dia anterior, o atual e os planejamentos dos próximos.

Não quero nem pensar que existem bactérias e outros bichos

O presunto (todo o recipiente), o leite, queijos, iogurte e outros perecíveis vão participando da conversa e dos vários grupos. Quase meio dia, todos já comeram o café da manhã, está na hora de voltar com estes produtos para a geladeira. Alguns deles escondem perigos e riscos iminentes, principalmente aquele grande recipiente contendo presunto, a repetir esta operação diariamente. A manipulação pode levar bactérias do tipo:

Staphylococcus aureus

Responsável por eventos de intoxicação alimentar (24 horas com náuseas, dor de cabeça e vômitos intensos) Relacionado, principalmente com o presunto que foi retirado em quantidade muito grande da geladeira e permaneceu por mais de 2 horas fora da refrigeração, além da manipulação não adequada na mesa.

Salmonella

Responsável por 1 semana de diarreia, vômitos e febre. Relacionada com a ingestão de ovos não bem cozidos. Não se indica mais servir ovos que não estejam bem fritos ou cozidos.

Para os sobreviventes do café da manhã, está reservado , para o almoço um sensacional churrasco, especialidade de um de nossos amigos, geralmente o mais festeiro.

Não quero nem pensar que existem bactérias e outros bichos

A carne. Foi descongelada? É claro !

No dia anterior foi lembrado para o pessoal do baralho que, o último que fosse dormir, deveria tirar a carne do freezer e colocar aonde?

Sem dúvida nenhuma, na pia da cozinha. O calor daquela noite se incumbiria do processo de descongelamento.

O erro grande está direcionado com este processo . O descongelamento apenas pode ser efetuado dentro da geladeira ou em água (trocada a cada 30 minutos e dentro de sacos plásticos)
As tábuas de corte (que deverão ser de plástico), porém geralmente são de madeira, são colocadas próximo ao churrasqueiro, as facas são afiadas, as carnes, todas, são colocadas próximas a ele, a temperatura ambiente. Tudo está pronto.

Não quero nem pensar que existem bactérias e outros bichos

Cortar as carnes e salgá-las na tábua de madeira e depois colocar para assar. Vários tipos são misturados, frango, coraçãozinho, costela de porco, picanha, entre outras. Assim que vão ficando prontas, o churrasqueiro passa uma “aguinha” na tábua de corte. Mais tarde, uma lavadinha psicológica, e logo,  começa a cortar e servir.

Nestes caso, vemos vários riscos:

Salmonella

Ocasionado pela mistura de contato entre carnes, manipulação não adequada e contaminação cruzada via tábua de corte

Escherihia coli O157:H7

Algumas pessoas infetadas podem apresentar sintomas leves, outras, desenvolvem diarréia sanguinolenta severa. Em alguns casos, a infecção pode resultar em uma frequentemente fatal

SÍNDROME URÊMICA HEMOLÍTICA

Ocasionada pela contaminação cruzada. Sem falar das Saladas. Que não podem faltar. Preparadas, quase sempre pela ala feminina da turma, composta de vegetais variados e outros ingredientes, principalmente muito palmito.

Se não higienizadas corretamente, podem causar:

Botulismo – Toxina botulínica (produzida pela bactéria Clostridium botulinum

Sintomas neurotóxicos que incluem visão dupla, dificuldade para engolir, dificuldade para falar e paralisia flácida e progressiva do sistema respiratório Utilização de palmito e outros produtos envasados sem ferver por 10 a 15 minutos

Amebíases – Entamoeba histolytica

Caimbras abdominais severas, hipersensibilidade no colon e fígado, fezes matinais não compactas, diarréia recorrente, perda de peso, fadiga, algumas vezes anemia

Higienização inadequada de hortaliças e frutas – Virus da Hepatite A

Depois de 3 a 10 dias o paciente desenvolve icterícia com urina escura. Os casos severos podem causar danos ao fígado e morte.

Higienização inadequada de hortaliças e frutas

Após este almoço fantástico, estamos prontos para o jantar e para o restante das férias pois este é apenas o primeiro dia, mas isto é assunto para depois. Pois agora, nada melhor do que uma dormidinha para refazer as forças e aguardar o que está por vir.

BOAS FÉRIAS.

 

Não quero nem pensar que existem bactérias e outros bichos

 

Fotos: Divulgação / Arquivo Pessoal

Fonte: Divulgação

Assim, não deixe de ler: Sabonete em barra ou líquido, qual devemos usar?

Artigo anteriorPrograma global de acesso à vacina contra a Covid
Proximo artigoO que a quarentena ensinou sobre sexo?
Roberto Martins Figueiredo é Biomédico (no. 1003) e Conselheiro do CRBM (CRBM 1001-1). É uma das principais autoridades brasileiras em saúde pública e um dos maiores especialistas em higiene de alimentos. Especializado em Saúde Pública e em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas e em Engenharia da Qualidade pela Universidade de São Paulo (USP). Apresentou o quadro Dr. Bactéria, no Fantástico, Rede Globo. "Dr Bactéria no Hoje em Dia e no Tudo e Possível na Rede Record de TV e atualmente é contratado do Departamento de Jornalismo da Rede Record, programa Fala Brasil. . É diretor técnico da Microbiotécnica, Centro de Assessoria em Higiene e Saneamento Ambiental onde são realizadas pesquisas e análises de alimentos, utensílios e equipamentos, atendendo a indústrias de alimentos, cozinhas industriais e restaurantes. É instrutor em cursos de pós-graduação e Palestrante por Todo o Brasil. Consultor da Rádio Jovem Pan e possui 5 livros publicados

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here