II Encontro de Mulheres Negras na Dança

0
II Encontro de Mulheres Negras na Dança

II Encontro de Mulheres Negras na Dança.

Evento apresenta uma série de atividades e espetáculos entre os dias 03 e 29 de julho no Centro de Referência a Dança de São Paulo

O “Encontro de Mulheres Negras na Dança chega a sua segunda edição com uma série de eventos gratuitos no Centro de Referência a Dança, em São Paulo.

De 03 a 29 julho, a Nave Gris Cia Cênica, promove sob o mesmo ponto de vista,  encontro que revela a trajetória, experiência e a produção de artistas negras na dança.

Trata-se de um evento que afeta e dialoga diretamente com as pessoas e proporciona a reflexão.

Justamente, sobre os fazeres e lugares conquistados e ocupados por essas mulheres, no meio artístico da cidade de São Paulo.

O encontro tem como objetivo proporcionar do mesmo modo, a experiência estética ao reunir diversas produções e gerações de artistas negras.

Outrossim, instigando novas parcerias e redes, além fortalecer os vínculos já existentes.

São quatro espetáculos e uma performance que revelam diversas perspectivas sobre o fazer artístico, uma exposição fotográfica e dois workshops.

Além de expressar a pluralidade criativa, o projeto também estimula a aprendizagem e a troca entre as artistas negras e o público presente.

O evento abre com a exposição Mulheres Negras na Dança, com fotografias feitas pela artista visual Mônica Cardim, além de imagens do acervo pessoal de cada uma das artistas convidadas para as duas edições do Encontro.

II Encontro de Mulheres Negras na Dança

A exposição é um breve retrato da trajetória artística e pessoal dessas mulheres.

Haverá inicialmente,  um arquivo vivo interativo, em que o público poderá colaborar para o registro de artistas negras atuantes na cidade.

Na abertura, contaremos portanto, com a performance “Leite derramado”, da artista Ana Musidora.

Rés, de Verônica Santos, abre a programação de espetáculos.

O argumento da coreografia reflete a experiência da intérprete nos trabalhos de assistência à casa de detenção feminina em Minas Gerais conclusivamente.

 

 

 

 

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here