Filme Minha Perna, Minha Classe

História de Manoel da Conceição, o documentário Minha Perna, Minha Classe, sobre a vida e obra do líder maranhense, é lançado no YouTube

0
333

Filme Minha Perna, Minha Classe.

Filme Minha Perna, Minha Classe é lançado no YouTube

Após exibições na Cinemateca Brasileira e na USP, documentário é disponibilizado gratuitamente em plataforma digital

Filme de acesso gratuito e democrático. Assim, fazendo jus à própria história de Manoel da Conceição, o documentário Minha Perna, Minha Classe, sobre a vida e obra do líder maranhense, é lançado no YouTube (@minhapernaminhaclasse).

Dirigido por Arturo Saboia e idealizado e produzido por Cassia Melo, o filme teve estreias de sucesso no Maranhão e em São Paulo e chega agora à plataforma digital. “Abrimos mão de inscrever o filme em festivais ou circuito comercial para lançá-lo dessa forma, com um propósito educativo e abrangente.

Fizemos exibições especiais na periferia de São Luís, para a comunidade Mojó, cujos moradores participaram do filme; para estudantes, na USP e na Cinemateca, o maior acervo audiovisual da América do Sul. Agora, vamos lançá-lo no YouTube. Precisamos que o legado de Manoel seja conhecido pelas novas gerações e acessível gratuitamente”, destaca Cassia Melo, produtora executiva do filme.

Filme Minha Perna, Minha Classe.
Mesa-redonda no lançamento do filme na Cinemateca Brasileira, em São Paulo: Roger Worms (crítico de cinema), Cassia Melo (produtora executiva do filme), Arturo Saboia (diretor) e Bruno Carmelo (mediador do debate). Crédito da foto: Acervo Cinemateca Brasileira/Fotógrafo Caio Brito.

 Minha Perna, Minha Classe

O projeto conta com a Lei de Incentivo à Cultura, patrocínios do governo do Estado do Maranhão e Grupo Mateus e realização da Clímax Filmes e Oito Projetos Criativos. Em São Paulo, o filme foi lançado com sucesso, na Cinemateca Brasileira, na Vila Mariana, e reuniu cinéfilos, pesquisadores, jornalistas e muitos militantes históricos da Ação Popular (AP), da qual Manoel da Conceição fez parte.

Eles deram relatos emocionados sobre Manoel e a luta deles contra a ditadura. Para os críticos de cinema Roger Worms (colunista do DCM) e Bruno Carmelo (mestre em Teoria do Cinema pela Universidade Sorbonne Nouvelle – Paris III e editor do Meio Amargo), que participaram da mesa-redonda, o filme surpreende pela atualidade.

Democracia

Temas como luta por democracia, trabalhadores do campo em situação análoga à escravidão, o fantasma do comunismo como desculpa para perseguições, violência e fake news, dentre outros.

“O filme faz uma tessitura muito especial entre a vida e a obra de Manoel da Conceição, mas, sobretudo, realça aspectos muito contemporâneos do Brasil, tais como: a urgência das questões do campo; e a necessidade de se conhecer e valorizar a trajetória de personalidades icônicas como Manoel da Conceição, bem como de outras lideranças políticas, em lugar de se repercutir banalidades e se fomentar um mundo dividido entre ‘influencers’ e ‘seguidores’.

O Filme

Esse filme é uma potência para falar desse lugar, do trabalhador rural brasileiro, sobre a violência no campo, a luta pela terra e a sabedoria de quem tem, na paciência e no afeto, a força de seu projeto de transformação social”, destaca Marta Inez Medeiros Marques, professora do Departamento de Geografia da USP e coautora, dentre outros, de Geografia Agrária: Teoria e Poder

O filme foi exibido, no auditório Milton Santos, aos alunos de Geografia e do programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina (PROLAM) da Universidade de São Paulo. 

Filme Minha Perna, Minha Classe
Militantes históricos e que conviveram com Manoel da Conceição prestigiaram  o lançamento na Cinemateca, em São Paulo: Rui Barbosa Alencar,  Bea Tibiriçá, Nelson Machado, Ronilde Rocha Machado, Nelma Coelho, Maria da Paz Gomes, Ephigenia Alencar, Bia Bargieri, Waldemir Bargieri, José Flávio Oliveira, Dorgival Henrique e, à frente do grupo, Cassia Melo, produtora executiva do filme. Crédito da foto: Divulgação.

Militantes históricos e que conviveram com Manoel da Conceição prestigiaram  o lançamento na Cinemateca, em São Paulo: Rui Barbosa Alencar,  Bea Tibiriçá, Nelson Machado, Ronilde Rocha Machado, Nelma Coelho, Maria da Paz Gomes, Ephigenia Alencar, Bia Bargieri, Waldemir Bargieri, José Flávio Oliveira, Dorgival Henrique e, à frente do grupo, Cassia Melo, produtora executiva do filme. Crédito da foto: Divulgação.

Subversivo indomável

Lavrador, camponês, ferreiro, educador, sindicalista, ambientalista, pensador da luta por igualdade e reforma agrária, líder político, que foi preso, mutilado, torturado e exilado pela ditadura. Subversivo indomável. Assim se definiu o próprio Manoel da Conceição, em entrevista histórica ao jornal O Pasquim.

Manoel foi o terceiro militante a assinar a ficha de filiação do Partido dos Trabalhadores, ao lado de Mário Pedrosa e Apolônio de Carvalho. Representava todo um segmento que se unia ao novo partido, o dos trabalhadores rurais. Ele contribuiu, ainda, ativamente na fundação da Central Única dos Trabalhadores (CUT), do Centro de Educação e Cultura do Trabalhador Rural (Centru) e da Escola Técnica Agroextrativista (ETA).

Filme Minha Perna, Minha Classe

Arturo Saboia (direção e roteiro) e Cassia Melo (produtora executiva) têm, no currículo, dentre outros prêmios, 6 Kikitos, no Festival de Cinema de Gramado, pelo curta Acalanto (2013), o primeiro e já bem-sucedido trabalho da dupla. “O documentário está sendo lançado num momento mais do que oportuno.

Nos últimos anos, o discurso de ódio e violência varreu o país. Manoel nunca pregou o uso violência. Pelo contrário, foi vítima dela, a perna baleada, amputada e que virou lema de sua luta“, ressalta o diretor Arturo Saboia.

Lutador de causas diversas, da reforma agrária à ecologia, os produtores querem transformar a vida de Manoel da Conceição em uma série em breve. “Há sementes de amor e utopia dele em várias frentes”, destaca Cassia Melo. Não faltarão histórias – e temporadas.

Link para assistir ao filme:

https://www.youtube.com/watch?v=CQV0hdX-83g&t=157s

 

FICHA TÉCNICA:

Minha Perna, Minha Classe

Gênero: Documentário
Diretor: Arturo Saboia
Produtora Executiva: Cassia Melo
Elenco:  Vitor Ramos Sousa, Pedro Henrique dos Santos Morais, Admilson Diniz dos Santos, Joilma Menezes dos Santos
Duração: 90 min
Ano: 2023
Formato: Digital
País: Brasil
Local de Produção: Maranhão
Cor: Colorido
Trilha Sonora: Matheus Vilarindo
Instagram: @minhapernaminhaclasse
YouTube:   @minhapernaminhaclasse

 

 

Fonte: SG Comunicação
Edição: Redação Na Mídia
Fotos: Divulgação / Acervo Pessoal
Leia ainda: O Empoderamento da Mulher através do Tempo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui