Darlan Alves comemora 5 anos do Samba-Enredo Social Club com show na Festa Da Bateria Da Milênio, neste sábado (8/6)

0
232
Samba-Enredo Social Club

O grande show de comemoração contará com o anfitrião Darlan Alves (Estrela do Terceiro Milênio), e com os convidados Carlos Jr. (Rosas de Ouro), Celsinho Mody (Acadêmicos do Tatuapé), Luiz Felipe (Vai-Vai) e Pitty de Menezes (Imperatriz Leopoldinense -RJ).

O projeto que homenageia e exalta os históricos sambas-enredo, os cantores que dão vida às canções icônicas e os talentosos compositores do Carnaval, receberá uma edição especial comemorativa, neste sábado, dia 8 de junho, na quadra da escola de samba Estrela do Terceiro Milênio, durante a festa da Bateria Pegada da Coruja. A quadra abre às 17h com outras atrações e o Social Club está marcado para às 21h. Ingressos à venda no site Sympla.

Para essa celebração, Darlan Alves convidou uma geração de ouro de intérpretes campeões em suas trajetórias que também fizeram história nas agremiações que defenderam e possuem um vasto repertório de clássicos sambas-enredos, sambas-exaltação e sambas-hino.

“Esse projeto recebe componentes de todos os pavilhões que vem para curtir e ouvir os sambas de tantas outras comunidades ou reviver canções históricas que marcaram desfiles inesquecíveis. É lindo ver a galera cantando junto com a gente, por isso o formato roda de samba, para todo mundo formar um grande coral. É uma verdadeira celebração das obras que conquistaram o público do Anhembi e da Sapucaí’, conta Darlan, fundador e idealizador do SSC.

Darlan, no auge dos seus 20 anos de carreira como cantor oficial, foi, mais uma vez, campeão embalando a comunidade do Grajaú, contabilizando seu quinto campeonato na carreira. Os títulos em sua trajetória são: Tom Maior (2004), Rosas de Ouro (2010), X-9 Paulistana (2017), Águia de Ouro (2020) e Estrela do Terceiro Milênio (2024). Além de ser compositor de mais de 40 sambas-enredo nas escolas de São Paulo, Rio de Janeiro e agremiações do litoral paulista.

De família de sambistas, Darlan começou na Tom Maior como ritmista ao lado dos seus irmãos, mas logo o clã Carneiro migrou para a Ala dos Compositores, onde, só na Tom Maior, venceu 18 concursos de samba-enredo.

Samba-Enredo Social Club

O público poderá curtir um repertório extenso de canções célebres do Carnaval como: “Ô Abre-Alas que Elas vão Passar”, Estrela do Terceiro Milênio – 2022, “A Música Venceu”, Vai-Vai – 2011, “Império dos Tambores”, Império de Casa Verde – 2023, “No Xirê do Anhembi, A Oxum mais linda surgiu. Menininha, mãe da Bahia, Ialorixá do Brasil”, Vai – Vai 2017, “Maranhão: os tambores vão ecoar na Terra”, Acadêmicos do Tatuapé – 2018, “Ibira 70”, Rosas de Ouro – 2024, “O aperreio do cabra que excomungado tratou com má querença e o Santíssimo não deu guarida”, Imperatriz Leopoldinense – 2023, entre outras. Acompanhando os cantores, a banda será formada pelos ritmistas da Bateria Pegada da Coruja.

Convidados

Carlos Jr., Rosas de Ouro
Aos 25 anos de carreira, o cantor e compositor Carlos Jr., é uma das grandes estrelas do Carnaval. Com seis títulos pelas agremiações: Vai-Vai (2008), Mancha Verde (2004), Império de Casa Verde (2005, 2006 e 2016), Mocidade Unida da Mooca (2018). Além das escolas onde foi campeão, Carlão teve passagens pelas agremiações Acadêmicos do Tucuruvi, Camisa Verde e Branco e a atual Rosas de Ouro.

O músico é oriundo da comunidade da Barra Funda, do Camisa Verde e Branco, onde foi ritmista e depois cantor, na década de 90 e anos 2000. Na infância foi passista e também ritmista do Bloco Carnavalesco Império Vila do Sossego, fundado pelo seu pai.

Celsinho Mody, Acadêmicos do Tatuapé

Há oito anos na Acadêmicos do Tatuapé, é um dos grandes cantores na nova geração de sambistas paulistanos. O intérprete acumula passagens por diversas agremiações: Camisa Verde e Branco, Mancha Verde, Pérola Negra, Torcida Jovem e Nenê de Vila Matilde e duas passagens pela própria Tatuapé, onde conquistou dois títulos da sua carreira em 2017 e 2018. Em 2018, foi cantar em terras cariocas a convite da Paraíso do Tuiuti, onde ficou até 2022.

Luiz Felipe, Vai-Vai

“Prata da casa”, Luiz Felipe nasceu na comunidade do Bixiga foi da Ala das Crianças, da Ala dos Compositores, da Bateria Pegada de Macaco e, por fim integrou a Ala Musical, até assumir como voz oficial, em 2019. Teve passagens pela Lavapés Pirata-Negro e T.U.P. Foi campeão em 2023 com o Vai-Vai, retornando ao grupo Especial, em 2015 com a Lavapés, na Uesp.

Pitty de Menezes, Imperatriz Leopoldinense

O cantor carioca começou a carreira há 17 anos como cantor mirim no Rio de Janeiro. Em sua trajetória, esteve na ala musical das escolas Unidos do Viradouro, Unidos da Tijuca e Unidos de Vila Isabel. Em 2019, Pitty assumiu como intérprete oficial da Unidos do Porto da Pedra. Em 2022, assumiu como oficial da Estrela do Terceiro Milênio, ao lado de Grazzi Brasil. Em 2023, foi convidado para ser a voz oficial da Imperatriz Leopoldinense.

Pitty foi campeão no grupo de Acesso com a Milênio, em 2022 e, no ano seguinte, campeão do grupo Especial no Rio de Janeiro com a Imperatriz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui