Arte – Quando a cor dialoga com a forma

0
Célia Nahas Garcia-na midia-uiara zagolin-divulgação

Célia Nahas Garcia é o novo talento artístico da Saphira & Ventura Gallery

O universo da colagem é repleto de desafios. Talvez o maior deles seja colocar nas imagens finais um toque pessoal, um estilo diferenciador

 

Para atingir esse objetivo, Célia Nahas Garcia apresenta uma poética própria que não se esgota na busca de um assunto, mas se concretiza na construção de representações conjuntas que tenham força de expressão.

O progressivo uso das intervenções com tinta sobre as colagens é o resultado do amadurecimento de um processo visual que se cristaliza pela prática constante e pela contínua procura de respostas a inquietações sobre o produto final almejado e sobre um acabamento cada vez mais aprimorado. Pesquisas monocromáticas e construções de imagens a partir de um processo intuitivo que as figuras recortadas são encaixadas e sobrepostas de acordo com um procedimento em que a cor é um elemento muito importante.

Mesmo quando trabalha com as tonalidades que vão do preto ao branco, lidando com as maravilhas do cinza, Célia valoriza contrastes e diálogos. O universo criado pela artista está em assídua expansão pelo aperfeiçoamento técnico e pela permanente mobilização interna que permite um fazer com parâmetros estéticos racionais, mas que não perca o entusiasmo de erguer um fluir de possibilidades em que a cor e a forma são manifestações densas e complementares.

Sempre tive muita familiaridade com a cor e a forma… Numa fase mais adulta, isso foi se materializando por intermédio da colagem e da pintura com minhas impressões tanto do cotidiano, como de culturas mais distantes. Os temas são ao acaso, por uma pesquisa não sistemática, retratando cenas que me remetem a algum lugar ou momento, com a emoção do olhar… O que parece simples e banal adquire significados novos, surpreendentes!“-completa  Celia Nahas Garcia

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here