“Arte e Cultura e Figurino de Teatro”

0
167

“Arte e Cultura e Figurino de Teatro”.

Inclusão social e cultural: projeto de corte e costura leva alunas para apresentação da Orquestra Sinfônica de Indaiatuba

Com patrocínio da Toyota do Brasil, a iniciativa teve como objetivo possibilitar que as alunas do curso “Arte e Cultura e Figurino de Teatro”, pudessem entender diferentes conceitos de arte e aplicar o conhecimento adquirido em seus projetos no decorrer do curso;

Para oferecer a possibilidade da população evoluir e empreender por meio da arte, além de adquirir conhecimento técnico e vivências importantes para a construção de um empreendedor de sucesso dentro do segmento artístico, da moda e do artesanato, o Grupo Inovação, empresa de mídia que produz os programas de TV Vitrine do Artesanato, Arte Brasil e Canal do Artesanato, que foi adquirido em 2022, pela rede de franquias Center Panos, especializada em artesanato, por meio do projeto “Arte e Cultura e Figurino de Teatro”, levou as alunas frequentes do curso de corte e costura para assistirem a Orquestra Sinfônica de Indaiatuba.

Na ocasião, as estudantes acompanharam o “Concerto Mendelssohn”,  que contou com a participação mais do que especial do maestro e solista convidado Cláudio Cruz, que regeu o espetáculo dedicado a um dos compositores mais importantes do século 19, Felix Mendelssohn, pianista e maestro alemão do período romântico. A apresentação foi realizadas pela Associação Mantenedora da Orquestra de Indaiatuba em parceria com a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Cultura, e conta com patrocínio master da Toyota e patrocínio da Tuberfil e Plastek, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura e do Programa de Ação Cultural (ProAC) do Governo do Estado de São Paulo.

“Arte e Cultura e Figurino de Teatro”

Com o patrocínio da Toyota Brasil, a iniciativa do projeto “Arte e Cultura e Figurino de Teatro”, é promovida por meio da lei federal de incentivo à cultura, com foco na capacitação profissionais de mulheres de baixa renda, para que elas possam, por meio do segmento da costura e moda, dar início ao seu próprio negócio, ou terem uma renda extra, a partir dos serviços prestados.

Já foram qualificadas mais de 1000 costureiras durante o período de desenvolvimento do projeto. A ideia é integrar pessoas de baixa renda, oferecendo a possibilidade dessas pessoas aprenderem técnicas de corte e costura e a montagem de um figurino teatral, desde a escolha do tecido até a finalização da peça e com isso capacitar novas profissionais para atuarem no mercado de trabalho.

“Arte e Cultura e Figurino de Teatro”

Com uma programação totalmente voltada para que as participantes possam construir dentro de suas realidades oportunidades de terem renda própria, o projeto oferece orientações sobre técnicas de costura, noções de empreendedorismo e gestão, além de trabalhar todas as etapas do processo de confecção, da escolha do tecido a precificação e venda.

A gerente do projeto Cintia Cavalcante, ressalta a importância da ação como um movimento de empoderamento feminio dentro do mercado de trabalho, tendo como base que  a quantidade de mulheres que começaram seu próprio negócio cresceu em todo o mundo nos últimos dois anos e no Brasil, o percentual de novas donas de seus negócios aumentou 41% em 2020 em comparação com um crescimento de 22% de homens que começaram a empreender.

“Estamos em contato direto com milhares de mulheres que são responsáveis pelo sustento de suas famílias e, muitas vezes, não conseguem ter apoio para que suas ideias saiam do papel, tomem forma e possam se tornar negócios prósperos. Conhecendo a realidade brasileira, percebemos a sinergia existente entre a atividade do corte e costura e a oportunidade de trabalhá-la na vertente de inclusão social para a geração de renda. Não estamos apenas ensinando a costurar, mas mudando a vida das pessoas”, destaca Cintia.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui