A presidente da Bolívia também contraiu coronavírus.A presidente da Bolívia, Jeanine Añez, anunciou nessa quinta-feira (9) que teve resultado positivo em teste para o novo coronavírus.

Ela afirmou no Twitter que está “bem” e continua portanto, a trabalhar em isolamento. “Juntos, vamos sair disso”, acrescentou.

O governo da Bolívia confirmou dessa formna, que pelo menos sete ministros, incluindo o da Saúde, tiveram teste positivo e estão sendo tratados ou se recuperando em casa.

Jeanine Añez disse que fez o exame, já que muitos de sua equipe haviam adoecido.

“Eu me sinto bem, me sinto forte, vou continuar trabalhando remotamente do meu isolamento.

Também,  quero agradecer a todos os bolivianos que estão trabalhando para nos ajudar nessa crise de saúde”, afirmou.

A Bolívia deve realizar eleições gerais no dia 6 de setembro.

As eleições estavam planejadas originalmente para o mês de maio, mas foram adiadas por causa da pandemia.

A presidente da Bolívia também contraiu coronavírus

Turbulências políticas ocorreram no país em outubro do ano passado, quando uma eleição disputada levou a protestos generalizados e portanto,  à queda do líder de esquerda Evo Morales.

Ex-senadora conservadora, Jeanine Añez assumiu a Presidência interinamente em substituição a Morales consequentemente.

Ela disse inicialmente que concorreria ao cargo, mas desistiu.

A presidente da Bolívia também contraiu coronavírus
A presidente da Bolívia Jeanine Añez testando positivo

Sobre a presidente:

É advogada, apresentadora de televisão e política boliviana. Desde 12 de novembro de 2019, após a renúncia de Evo Morales e como segunda vice-presidente do Senado, ela foi proclamada presidente do Estado Plurinacional da Bolívia.

Sua ascensão ao cargo foi formalmente legitimada pelo Tribunal Constitucional Plurinacional horas depois, no mesmo dia, que declarou que ele havia assumido legalmente a posição de facto, de acordo com o precedente estabelecido pela Declaração Constitucional 0003/01 de 31 de julho de 2001.

 Ela é a segunda mulher na história da Bolívia a chegar a assumir o cargo.

Fonte: Danny Ramos – Repórter da Reuters – La Paz

Foto: Presidência da Bolívia/Divulgação Reuters/Direitos Reservados

Leia também: Até fim de julho mais de 300 mil cestas terão sido entregues

1 COMENTÁRIO

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here